5 erros comuns na compra do sofá

-- PUBLICIDADE --

Quando se pensa em comprar um sofá é natural entrar numa loja de móveis, olhar os modelos e escolher o que mais lhe agradar, segundo o seu estilo e o preço, é claro! Mas será que realizar uma compra desse modo irá garantir que você fez, de fato, uma boa escolha para o seu lar? Confira os erros mais cometidos na aquisição do sofá e evite cometê-los!

Erros na Escolha do Sofá
Erros na Escolha do Sofá

Erro nº 1: Não levar em consideração a metragem do ambiente

Um dos erros principais é ignorar a extensão do cômodo. Boa parte das pessoas costuma se apegar apenas ao modelo do sofá, o qual será o grande astro da decoração da sala. E, no final da compra, tem uma verdadeira surpresa desagradável: o móvel não se encaixa no ambiente como foi planejado.

-- PUBLICIDADE --

Mas isso poderia ter sido evitado, se houvesse a preocupação em medir o local onde o sofá seria colocado.

Dessa forma, é fundamental saber a metragem! Não apenas do comprimento, mas, inclusive, da profundidade. Somente assim, você estará adquirindo um sofá que realmente comporte adequadamente ao espaço disponível.

-- PUBLICIDADE --

Erro nº 2: Ignorar o estilo da própria sala

É preciso compreender que uma loja especializada na venda de móveis buscará criar um cenário que encante e induza o cliente a querer adquirir o produto. E eles estão mais do que corretos!

No entanto, quando o assunto for a escolha do sofá é importante saber analisá-lo separadamente desse ambiente que foi especialmente elaborado para a venda do móvel. Então, antes de adquiri-lo procure averiguar se o modelo condiz com o estilo elegante da sua sala, se tem o seu perfil e se realmente você se encantou por ele, não pelo conjunto decorativo. Cuidado!

Erro nº 3: Escolher o modelo, porque está “na moda”

Bom, sejamos sinceros: o sofá não se trata de um móvel que permita ser trocado com muita frequência, não é verdade?! Por isso, se deixar levar pela tendência é algo que pede uma atenção especial.

Dar um toque a mais na decoração, trocar a mobília ou, mesmo, mudar o estilo do ambiente são mudanças bem-vindas. Contudo, alguns móveis precisam ser escolhidos com maior critério, não apenas pelo fato de estarem na moda. Há modelos que estão em alta e que seguem um estilo mais coringa; outros são bem característicos com uma estética peculiar.

Logo, na hora de escolher o sofá, leve em consideração se o modelo não implicará futuramente a decoração, dando a impressão de que se trata de um móvel deslocado da proposta do ambiente.

Erro nº 4: Não prezar o conforto

Muitos modelos oferecem um espetáculo de beleza e sofisticação. Entretanto, alguns deles pecam no quesito conforto. Uns são muito duros, já, outros são molengas demais, aliás, chegam a afundar bastante, caso, a pessoa permaneça muito tempo sentado no móvel.

Por isso, antes de sair comprando o sofá, pelo simples fato de ter se apaixonado por ele, procure testá-lo! Verifique se é confortável e funcional. Por exemplo, se você gosta de ficar horas e horas na sala assistindo filmes, então, o ideal é optar por um modelo que permita reclinar a cabeça e se espalhar de forma mais aconchegante pelo móvel.

Outro item essencial é a profundidade do sofá. As pessoas que apresentam uma estatura mais baixa devem ficar ainda mais atentas quanto a esse alerta. Alguns móveis apresentam uma profundidade maior, o que exige o uso de almofadas em excesso, caso, não queira ficar com as pernas suspensas.

Por isso, para evitar esse tipo de problema e assegurar seu bem-estar, teste o sofá à vontade e não precisa se envergonhar, afinal das contas, ele irá para sua casa!

Erro nº 5: Não considerar o clima da sua região

Embora, o veludo seja super agradável ao tato, além de elegante, esse tipo de material tende a esquentar demais em contato com a pele. Dessa forma, em regiões quentes, o melhor seria evitá-lo, enquanto, que em locais de clima frio, materiais nesse segmento são perfeitos!

-- PUBLICIDADE --

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *