Qual a Melhor Dieta para Emagrecer: Cardápio Completo Perca 4 kg

Saiba Qual é a Melhor Dieta para Emagrecer

qual a melhor dieta para emagrecer

Atualmente são muitas opções de dietas para as pessoas que definem como objetivo a perda de peso.

A estética para as mulheres está em evidência nos dias de hoje, e é natural o desejo de perder os quilos a mais e indesejáveis utilizando alguma dieta atual.

Para facilitar sua busca e manter você informado sobre qual a melhor dieta para emagrecer fizemos um resumo de cada um delas para você saber qual é a que mais se encaixa em seu perfil.

De brinde nossa nutricionista preparou um cardápio de 1200 calorias completo com 6 refeições.

É importante lembrar que independente da dieta escolhida, dentre tantas opções, é preciso sempre cuidar da saúde em primeiro lugar.

Ou seja, é necessário emagrecer com saúde, através do cardápio balanceado e da prática de exercício físico regularmente. Os profissionais da saúde são fundamentais para ter sucesso no emagrecimento.

Qual a Melhor Dieta para Emagrecer Cardápio Completo Perca 4 kg

>> Recomendamos para Você:

 

(VÍDEO) DICAS PARA EMAGRECER RÁPIDO QUE FUNCIONAM (GARANTIDO)

 

(VÍDEO) DICAS PARA EMAGRECER QUE FUNCIONAM (GARANTIDO)

 

(VÍDEO) 50 NOVAS DICAS PARA EMAGRECER RÁPIDO

Dieta das notas:

É interessante, chamada também de dieta dos pontos. A praticidade é característica dessa dieta e não há muita restrição.

É possível comer praticamente tudo, mas é preciso seguir a pontuação ideal em relação à altura da pessoa, e também a atenção com as combinações no cardápio para evitar a falta de nutrientes para o organismo.

 

Dieta da Sopa:

Cheia de legumes e muito indicada para seguir por no máximo uma semana, por causa das restrições relevantes na alimentação.

Há risco de acontecer hipoglicemia, com fraqueza e sensação de fome; algumas pessoas não conseguem segui-la e dessa forma os alimentos proibidos interferem no avanço da dieta.

 

Dieta Atkins:

Conhecida também como dieta da Usp gera a perda de peso de maneira rápida nos iniciais 15 dias.

Nela, o consumo de carboidratos não é permitido, e essa dieta é pouco balanceada, com risco de acúmulo das placas de gordura no fígado e também nas artérias, acarretando doença hepática e cardíaca.

 

Dieta da Banana:

Composta por 2 bananas na primeira refeição do dia com acompanhamento do copo de chá, ou de água morna.

Nessa, há sensação de saciedade pela quantidade de fibras na banana, porém, a sobremesa e sucos são proibidos.

E o hábito com a fruta banana pode gerar um pouco de enjoo com o tempo.

 

Dieta do Carboidrato:

Traz a perda de peso de forma rápida, e é importante saber que não pode ser seguida por tempo longo, e a capacidade de emagrecimento com essa dieta diminui com o passar dos dias; com a falta do carboidrato, acontece cetose, que pode levar ao hálito ruim e também sensação de tontura.

 

Dieta da Proteína:

Cardápio rico em itens com bastante proteína, e os alimentos ricos em carboidratos devem ser evitados.

A duração é por 15 dias, e nos 3 dias seguintes, os carboidratos são liberados, e então volta-se de novo para a restrição dos carboidratos por 15 dias.

Essa dieta é bastante restritiva, então é preciso força de vontade e esforço da pessoa para seguir sem desanimar. Todos que desejam emagrecer devem ter foco e paciência para alcançar os objetivos.

 

Dieta do Sangue:

Alimentos possíveis têm variação conforme o tipo sanguíneo da pessoa que deseja emagrecer.

De acordo com os criadores da dieta do sangue, o argumento é a existência de alimentos que são considerados nocivos para o organismo de algumas pessoas, com toxina na corrente sanguínea.

Não é fácil adaptar-se, porque há exclusão total de alguns itens.

Para as pessoas que possuem o sangue do tipo A, os alimentos permitidos são variados, mas o consumo de carnes não. Para aquelas com o sangue do tipo AB e também do tipo B, a dieta é diferenciada com muitos laticínios.

Para aquelas com sangue tipo O, consideradas carnívoras, essa é a indicação porque a carne tem benefícios para o organismo.

E a dieta mais indicada é a que traz perda de peso, mas sem fazer mal ao organismo.

A indicação é que não haja muita restrição e finalmente, seja possível reeducar-se na parte da alimentação, comendo bem sem voltar a ganhar peso ao final da dieta seguida, sem efeito indesejável chamado efeito sanfona.

O nutricionista orienta de forma adequada e o endocrinologista também. Emagrecer com qualidade de vida é possível, mesmo que seja um processo difícil.

É importante sempre lembrar que para perder peso e ter saúde, a atividade física é fundamental para qualquer indivíduo.

A dica é optar sempre pelo exercício físico que se tenha afinidade, para não desanimar e seguir fielmente essa rotina do emagrecimento.

 

Abaixo nossa nutricionista preparou para você um cardápio de 1200 calorias que se for feito a risca fara você perder pelo menos 4kg em 15 dias:

 

Café da Manhã:

Opção 1: 1 xícara de café preto puro, 1 fatia de pão de forma integral com 1 fatia de peito de peru,½ papaia.

Opção 2: 1 copo de iogurte de frutas, 1 colher sopa de cereais.

Opção 3: 1 xícara de café com adoçante,½ pão francês,1 fatia grossa de queijo-de-minas.

Opção 4: 1 copo americano de leite integral, ½ unid de pão francês, 01 col de chá de margarina, café com adoçante.

 

Lanche da Manhã:

Opção 1: 1 taça de salada de frutas.

Opção 2: 1 xícara chá de café com leite e adoçante.

Opção 3: 1 cacho de uva pequeno.

Opção 4: 1 unid de maçã.

Almoço:

Opção 1: 1 prato sobremesa de salada de rúcula com tomate cereja, clara de ovo cozida (1 ovo),3 col sopa de arroz,2 col sopa de feijão.

Opção 2: 1 prato sobremesa de salada de alface com mussarela de bufala.
4 fatias de carpatio, 1 col sopa de arroz,3 col sopa de purê de cenoura,1 figo.

Opção 3: 1 prato sobremesa de salada de legumes,2 conchas de nhoque à bolonhesa,1 xícara chá de salada de frutas.

Opção 4: 03 col de sopa de arroz, 02 col de sopa de feijão, 01 bife grelhado de frango, 02 col de sopa de chuchu, 05 folhas de alface, 01 unid de laranja.

 

Lanche da Tarde:

Opção 1: 1 copo 250 ml de suco de laranja.

Opção 2: 1 fatia média de abacaxi.

Opção 3: 1 copo de iogurte desnatado com mel.

Opção 4: Chá com adoçante,1/2 unid de pão francês,01 col chá de margarina.

 

Jantar:

Opção 1: 1 prato sobremesa de salada de tomate com alface americana, 1 xícara chá de macarrão cozido com 2/3 de xícara chá de legumes refogados,1 goiaba.

Opção 2: 1 prato sobremesa de legumes no vapor, 1 filé médio de frango grelhado,2 col. sopa de arroz,½ mamão papaia.

Opção 3: 1 prato sobremesa de salada à vinagrete,1 posta média de peixe assado,3 col. sopa de arroz,3 col sopa de espinafre cozido,1 pêra.

Opção 4: 03 col de sopa de arroz, 02 col de sopa de feijão, 04 col de sopa de carne moída, 02 col de sopa de cenoura, 04 colheres de couve refogada, 01 fatia de melancia.

 

Ceia:

Opção 1: 1 xícara de chá de ervas, 1 fatia média de queijo-de-minas.

Opção 2: 1 fatia média de melão, 1 copo de leite.

Opção 3: 1 copo de 250 mL de leite desnatado.

Opção 4: 1 copo de 250 mL de limonada com adoçante.

 

(VÍDEO) GUIA ATUALIZADO COM 43 DICAS PARA EMAGRECER RÁPIDO

 

8 melhores alimentos para perda de peso.

Quais são os melhores alimentos para perda de peso?

Se você está tentando deixar cair libras, você provavelmente já sabe os alimentos que você come são importantes.

Os melhores alimentos para comer para perda de peso pode aumentar os seus esforços e dar-lhe um pouco de uma borda.

É claro que a base para a perda de peso bem sucedida é comer bem e se exercitar, mas se você quiser ligar seus esforços, confira esta folha de fraude de alimentos que fazer um pouco de trabalho para você.

A pesquisa mostra que estes 8 melhores alimentos para perda de peso são alguns dos melhores que você pode comer para ajudar a perder peso.

 

1. Cogumelos

Pesquisas relatam que quando as pessoas comeram pratos à base de cogumelos, eles se sentiram tão satisfeitos como quando eles tinham comido os mesmos pratos feitos com carnes e tivessem tomado em uma fração das calorias e gorduras.

 

2. Ovos

Em um estudo, pessoas que faziam dieta comiam ovos no café da manhã sentiram se cheio por mais tempo e perdera duas vezes mais peso do que aqueles que têm a mesma quantidade de calorias de um pão para o pequeno almoço.

Pense além de pequeno-almoço, também: ovos de aumentar o poder de permanência de uma salada e para fazer um lanche satisfatório.

 

3. As maçãs

Para uns meros 95 calorias, uma maçã média contém 4 gramas de fibra.

E a pesquisa recente, sugere que aumentar a ingestão de fibras pode ajudar a prevenir o ganho de peso, ou até mesmo incentivar a perda de peso.

 

4. Baixas calorias nas Sobremesas

Certo, então isso não é exatamente uma “saúde alimentar”, mas com a notícia de que pode ser mais fácil para furar a sua dieta, se ele inclui um pouco de doce de leite.

De acordo com um novo estudo proibir alimentos açucarados podem levar aos excessos.

Uma razão pode ser que a remoção de acesso a alimentos doces estimula a liberação de uma molécula em seu cérebro chamada fator de liberação de corticotropina (CRF).

E aumentos dos níveis de estresse podem diminuir a sua motivação para comer alimentos mais nutritivos, tornando mais provável que você faça a farra em comida sem qualidade.

 

5. Sopa

Uma pesquisa publicada tem mostrado que pessoas que começam uma refeição com sopa de legumes tiveram 20% menos calorias ao longo de sua refeição

 

6. Aveia

Comer um pequeno-almoço feito com hidratos de carbono, tais como farinha de aveia ou farelo de cereais, três horas antes do exercício pode ajudá-lo a queimar mais gordura, sugere um estudo recente.

Eis a razão: no estudo, comer hidratos de carbono não espiga de açúcar no sangue estar tão elevado como comer carboidratos refinados, como pão branco.

Por sua vez, os níveis de insulina não picam tão altos é porque a insulina desempenha um papel na sinalização do seu corpo para armazenar gordura, ter níveis mais baixos podem ajudá-lo a queimar gordura.

 

7. Pimentas Malagueta

Em um estudo, consumir um pouco de pimenta malagueta (em suco de tomate ou em cápsulas) 30 minutos antes de uma refeição ajudou os participantes se sentirem menos com fome e os que comeram tiveram cerca de 10% menos.

 

8. Amêndoas

Os pesquisadores concluíram em um estudo recente que pediram aos participantes para mastigar uma porção 2-onça de amêndoas 10 vezes, 25 vezes ou 40 vezes.

Os participantes tem a máxima satisfação e sentiram mais completadas quando mastigados 40 vezes.

Ou seja, mastigar mais pode causar uma maior liberação de gordura das amêndoas, desencadeando hormônios que se referem à fome.

ATUALIZADO: 02.08.16

rp_medico-emagecer-mulher-projeto-novo-1-197x300.jpg

 

>> Recomendamos Para Você:

Recomendados para você:


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *