O Que é Qualidade de Vida e Bem-Estar?

Tudo sobre Qualidade de Vida e Bem-Estar

qualidade-de-vida-e-bem-estar

A qualidade de vida é uma forma de medir o bem-estar de uma pessoa ou grupo, é uma ideia muito usada e difundida pelos governos, para saber como a sua população se sente.

Dessa forma, a medição de o que é ter qualidade de vida é realizada pela OMS – Organização Mundial de Saúde, através de um questionário criado pela própria organização, que é composto por seis domínios a serem estudados.

O físico, o psicológico, o nível de independência, das relações sociais, do meio ambiente e dos aspectos religiosos.

A qualidade de vida dos países é representada pelo IDH – Índice de desenvolvimento humano.

Muitas pessoas têm duvidas sobre o que é qualidade de vida e bem-estar não sabendo exatamente implantar isso em sua vida, pois atualmente a maioria das pessoas mal tem tempo para seus afazerem diários.

dieta.blog.br-o-que-e-qualidade-de-vida-e-bem-estar

>> Recomendamos para Você:

 

(VÍDEO) QUALIDADE DE VIDA – PROGRAMA SAÚDE & BEM ESTAR

 

(VÍDEO) BUSQUE SEU BEM ESTAR E QUALIDADE DE VIDA!

 

(VÍDEO) Bem-estar e qualidade de vida no trabalho

 

Mais na verdade qualquer pessoa podem medir sua própria qualidade de vida e essa parte do tema sobre a qual queremos tratar.

Uma vida de qualidade envolve o bem físico, emocional e psicológico, o que implica no meio em que a pessoa vive como são suas relações sociais, com família e amigos, e também como é sua saúde e bem-estar.

A saúde é, quase sempre, um dos primeiros itens que vem a cabeça quando pensamos em bem-estar, pois um depende do outro: a saúde contribui para melhorar o bem-estar de um individuo e a qualidade de vida interfere na saúde.

Nesse âmbito, a saúde emocional é muito importante, estar bem consigo mesmo e com o mundo ao seu redor.

Para manter uma boa qualidade de vida e saude, é preciso ter hábitos saudáveis, cuidar do corpo, ter tempo para lazer e vários outros hábitos que façam o indivíduo se sentir bem, definir objetivos de vida e fazem com que a pessoa sinta que tem controle sobre sua própria vida.

O tempo é com certeza um dos problemas com a qualidade de vida atual, pois as pessoas têm cada vez uma separação menor entre prazer e trabalho.

Fazendo com que muitas vezes não sobre tempo para buscar atividades que ajudem a manter seu corpo e mentes sãos. Isso deixa claro que a organização é uma etapa importante do processo para se atingir uma vida de qualidade.

A falta de organização e a imposição de padrões pelas mídias fazem com que muitas vezes as pessoas procurem por extremos com a intenção de atingir corpos perfeitos ou outras buscas que tem menos a ver com seu bem-estar do que parecem.

Pesquisas mostram que nossas relações sociais tem relação direta com nossa saúde, tanto que muitas vezes os problemas de relações interpessoais são relacionados com problemas de saúde, como problemas cardiovasculares e problemas gástricos.

O estresse é um dos problemas que evitam que uma boa qualidade de vida seja alcançada, o comportamento quase autômato tomado no cotidiano muitas vezes impede a consciência do que fazer e por onde começar a ter seu bem-estar.

Segundo a instituição inglesa Mind, o trabalho é a maior causa de estresse das pessoas, desencadeando ansiedade em muitas pessoas.

O estresse é uma porta de entrada para maus-hábitos, como aumento excessivo do consumo de álcool, o tabagismo e o uso de antidepressivos também entram na lista.

Buscar o relaxamento pode ser feito de várias formas, desde a ingestão de alimentos relaxantes, capazes de atuar contra a ansiedade, a prática de exercícios físicos, a escolha de um momento para fazer algo que seja realmente interessante e pessoal.

Existem muitas opções para evitar os médicos e os exageros, que fazem o processo contrário de contribuir para uma vida saudável, com bem-estar e, consequentemente, qualidade de vida no Brasil.

Especialistas já estudaram que até mesmo pausas durante o trabalho para ter um momento pessoal ajuda a melhorar a qualidade de vida, nessas pausas se incluem até mesmo pequenas escapadas virtuais, para verificar e-mails pessoais e redes sociais.

Diante de tudo que foi exposto, podemos concluir que o segredo para ter uma vida feliz e longa é: invista na qualidade dela!

 

Top Dez Dicas para uma Família mais Feliz

1. O trabalho e a vida em casa

Não é fácil equilibrar o seu trabalho e vida doméstica, mas quando você controla isso pode fazer uma grande diferença para o seu relacionamento com a sua família.

Ter um equilíbrio entre trabalho e casa e ainda ser capaz de trabalhar de uma forma que se encaixa em torno dos compromissos familiares aumenta a autoestima que você não está sempre se preocupando em negligenciar suas responsabilidades em qualquer área, fazendo você se sentir mais no controle de sua vida.

Sua família vai ser mais feliz assim como você.

 

2. Cuide-se

Pais muitas vezes passam o tempo todo cuidando de todos os outros na família e esquece-se deles mesmos.

Se você não cuidar de si mesmo, você pode acabar se sentindo infeliz e ressentido, e você não será capaz de dar aos seus filhos o apoio de que necessitam.

Admitir para si mesmo que você realmente tem sentimentos e necessidades de seu próprio país.

Não é egoísta tratar-se de si de vez em quando! Tire algum tempo para fazer apenas o que você quer fazer, mesmo que seja apenas 10 minutos por dia, isso é muito importante.

 

(VÍDEO) Bem estar e qualidade de vida na terceira idade

 

3. Disciplina

Em vez de pensar na disciplina como um castigo, você deve usá-la como uma maneira de ensinar a seus filhos como satisfazer as suas necessidades, sem ferir ou ofender ninguém.

Ensine seu filho como ele ou ela poderia ter lidado com a situação de forma diferente, e como ele ou ela pode fazê-lo de forma diferente da próxima vez.

Esta forma é tanto mais positiva e mais construtiva.

 

4. Definindo limites

Muitas vezes usamos fronteiras para proteger as crianças contra danos ou perigo.

Mas é importante que você tente explicar por que as fronteiras estão lá, em vez de emitir ordens, por exemplo, se você puxá-los para longe de uma lareira explique o por que.

As crianças podem estar relutantes em seguir as instruções se os pais comandá-los.

No entanto, uma explicação de por que as instruções são importantes vai ajudar seu filho a entender e, portanto, cooperar.

 

5. Comunicação

Comunicação é importante, tanto durante os tempos bons e os difíceis.

As crianças muitas vezes têm dificuldade para colocar seus sentimentos em palavras e apenas saber que seus pais estão ouvindo pode ser o suficiente.

Falar sobre si mesmo e não apenas sobre os seus problemas, mas sobre a sua vida diária. Se eles se sentirem incluídos nas coisas que você faz eles serão mais propensos a ver o valor de inclui-los em coisas que eles fazem.

 

6. Tempo de Qualidade

Tente organizar algum tempo junto como a família algumas vezes por semana, talvez três refeições por semana você poderia sentar-se para comer como uma família.

Isto vai dar a todos uma chance de se conectar e falar sobre as questões importantes, bem como os temas mais divertidos.

Chame seus filhos para ajudá-lo com as tarefas ou para executar as tarefas.

Eles podem protestar, mas eles vão se sentir incluído em sua vida, em vez de ser um estranho.

 

7. Limites

Com crianças mais velhas, testam os limites das fronteiras para ver o que elas podem.

Você pode precisar se adaptar. Muitas restrições serão difíceis de manter, por isso, é uma boa ideia descobrir quais limites é realmente importante para você, como os de segurança dos seus filhos, e quais limites não vale a pena lutar.

Com menos restrições, seus filhos vão apreciar os limites que você define como graves.

 

8. Consolar

É importante para uma família estar lá um para o outro através dos tempos difíceis, assim como os bons tempos.

Se houver uma tragédia familiar com um membro da família, reuni-la pode realmente ajudar. Seus filhos vão precisar da sua ajuda neste momento, e é importante você estar aberto e comunicar-se com eles.

Eles precisarão de confiança e explicação, e reagirá de forma diferente dependendo de suas idades. Ele também pode ajudar a falar com alguém imparcial.

 

9. Seja flexível

Mais do que tudo, as crianças só querem passar um tempo com seus pais.

Pode ser muito divertido dar um tempo para um jogo de improviso ou uma viagem não programada para o parque, bem como fazer algo que você e seus filhos vão se lembrar com carinho.

É bom ter uma rotina, mas não vai ser o fim do mundo se ela for interrompida de vez em quando para se divertir.

 

10. Gaste tempo de qualidade com o seu parceiro

Pode ser difícil encontrar tempo para você e seu parceiro quando você tem filhos, mas é importante tirar um tempo para o outro.

Afinal de contas, as crianças aprendem sobre relações com a de seus pais.

Certifique-se de comunicar com eles com frequência sobre todo o tipo de assuntos, bem como apenas coisas que você gosta de falar.

Tente organizar o tempo que você pode gastar com o outro, se vai para uma refeição, ou simplesmente relaxar em frente à TV juntos.

ATUALIZADO: 26.10.16

 

rp_medico-emagecer-mulher-projeto-novo-1-197x300.jpg

 

>> Recomendamos Para Você:

Recomendados para você:


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *