Novo Cardápio Dieta de Proteínas para Emagrecer (2016)

Tudo Sobre Novo Cardápio Dieta de Proteínas para Emagrecer (2016)

Novo_Cardapio_Dieta_de_Proteinas_para_Emagrecer_2015_mini

Juntamente com os carboidratos e gorduras, a proteína é importante para que o corpo funcione todos os dias. Dizer que a ingestão de proteína engorda é mentira.

Porém, os alimentos cheios de proteínas também vêm com calorias, e ingerir grandes quantidades pode nos fazer engordar.

Para evitar o armazenamento da proteína como gordura, controle as calorias ingeridas e diminua a quantidade se for necessário.

A proteína é muito importante para a manutenção e a construção de tecidos de nosso corpo como o cabelo, os músculos, o sangue, os ossos e a pele.

Existem 20 aminoácidos que se juntam para colaborar com a construção de proteínas e 9 aminoácidos que não podem ser produzidos pelo corpo.

Esses 9 essenciais aminoácidos podem apenas ser retirados de alimentos, e em suas ausências o corpo não pode funcionar corretamente. Então, simplificando: A proteína é essencial para o funcionamento do corpo.

 

Novo Cardápio Dieta de Proteínas para Emagrecer

 

>> Recomendamos Para Você:

 

(VÍDEO) Dieta Fruta e Proteína perca 9kg em 3 dias

>> COMO FUNCIONA O GANHO DE PESO

Tanto a perda quanto o ganho de peso têm a ver com a quantidade de calorias queimadas e a quantidade que você ingere.

Ou seja, se você queima mais calorias do que consome de forma controlada, você perderá peso gradualmente.

E se você ingere mais do que queima, você engordará – independente se as calorias extras vierem com carboidratos, proteína ou gordura.

Consumir 7700 calorias em excesso, e não as usar para energia, isso é igual a 1 quilo de peso ganho.

 

>> NECESSIDADES DE PROTEÍNA

É recomendado para adultos o consumo de 0,8 a 2 gramas de quilo por peso. As necessidades das proteínas também variam pelo nível de atividade.

Exemplo, um levantador de peso que pesa 100 quilos pode necessitar de até 182 gramas de proteína diariamente para manter ou criar massa muscular magra.

 

>> NO FINAL DAS CONTAS, PROTEÍNA ENGORDA?

A proteína em si não engorda, e sim o consumo excessivo e o que a acompanha.

Várias pessoas pensam que não há problemas em comer muitas proteínas, associam a proteína com o crescimento muscular e assumem que quanto mais, melhor. Eles não podem estar mais errados.

Assim que seu corpo recebe a quantidade de proteína que ele precisa diariamente, ele começa a converter o restante em energia, e se você já possuí energia suficiente, ele a converte em gordura.

Claramente, não é isso que você tem em mente quando ingere mais carne e suplementos de proteína.

Igualmente ao açúcar, o problema com a proteína é a sua companhia. Proteína e gordura andam lado a lado. Pense nisso.

Alimentos ricos em proteína geralmente são alimentos cheios de gordura: carne, leite, queijo. Felizmente, há opções com poucas gorduras, assim como o leite desnatado, carnes magras e queijos com redução de gordura.

Se não optar por alimentos com pouca gordura e ingerir muita gordura de forma continua, você irá ganhar peso.

Simplesmente porque a gordura tem 9 calorias por grama – ainda mais que o dobro das 4 calorias por grama dos carboidratos e proteínas. Porém, a gordura também é necessária para a vida.

A gordura é uma fonte de ácido linoleico e linolênico, que são essenciais, e é necessário para o cérebro funcionar e para absorver os nutrientes solúveis em gordura.

 

(VÍDEO) Dieta da Proteína o que Pode Comer (ATUALIZADO)

 

>> PROTEÍNA, GANHO DE PESO, MASSA MUSCULAR E GORDURA

A proteína é um dos principais nutrientes que o corpo precisa para sobreviver, isso tirando a água, é claro.

Ela tem um papel importante no corpo e não é essencial apenas para a saúde básica, mas para manutenção, recuperação e crescimento muscular.

Se você pratica atividades físicas, esporte ou musculação, sua necessidade de proteína é ainda maior que das pessoas que não são fisicamente ativos.

A proteína causa o ganho de peso quando inclusa em programas completos de ganho de massa muscular em conjunto com exercícios de musculação.

Esse programa de nutrição inclui carboidratos, gorduras insaturadas e proteínas magras. Porém, esse peso ganho será de massa muscular magra, que é o que você procura se está se exercitando para ter músculos maiores e tonificados.

Um pensamento comum equivocado é a ideia de que ingerir até mesmo uma grama acima do necessário de proteína engorda. Isso não é verdade.

A gordura extra só é ganha se comer demais, isso geralmente ocorre ao ingerir muitas porcarias – não apenas algumas gramas a mais de proteína.

Ninguém nunca virou um lutador de sumô por ingerir mais proteína. É difícil ingerir muita proteína magra ao ponto de ganhar gordura.

Coma sua proteína, monte sua dieta de criação de músculos e fique atento a balança. Faça algumas mudanças para que seu ganho de peso seja lento e constante. Fazendo isso você não irá engordar.

 

(VÍDEO) Dieta da Proteína – Novo Cardápio das Famosas

 

>> SUPLEMENTO DE PROTEÍNA ENGORDA?

Os suplementos de proteína podem te ajudar a atingir sua necessidade de proteína diária se você não esta consumindo o suficiente.

Os atletas frequentemente utilizam suplementos de proteína em pó para elevar sua ingestão de proteína, especialmente os que estão tentando criar massa muscular.

De acordo com a Academia de Nutrição e Dietética, ingerir 200 calorias a mais diariamente te ajudará a criar massa muscular e ganhar peso.

Varias marcas de proteína em pó oferecem de 100 a 200 calorias e 20 a 30 gramas de proteína em cada colher; se você misturar leite à sua proteína em pó, você irá elevar ainda mais seu consumo de calorias.

Assim, se você adicionar um shake de proteína sem alterar a quantidade de calorias da sua dieta, provavelmente você irá ganhar peso – a menos que você aumente sua queima de calorias se exercitando.

 

>> SUPLEMENTO DE PROTEÍNA EMAGRECE?

Alguns usam shakes de proteínas feitos de proteína em pó, o denominado why protein, para perder peso ao substituir algumas refeições.

Já que o mais importante para perder peso é a sua ingestão total de calorias, você pode emagrecer ingerindo proteína em pó se seguir suas diretrizes calóricas.

As dietas de mais sucesso para perder peso pedem de 1.000 à 1.600 calorias diárias, dependendo de seu peso e gênero.

Embora seja melhor conseguir seus nutrientes com alimentos, você provavelmente perderá peso se substituir uma de suas refeições por um shake de proteína para diminuir seu consumo de calorias.

 

>> DIETAS RICAS EM PROTEÍNA E SUPLEMENTOS

Vários alimentos cheios de proteínas e suplementos de proteína são vendidos como colaboradores para a perda de peso, então é contra intuitivo afirmar que proteína engorda. O problema esta no excesso.

Ingerir proteína em excesso pode fazer a perda de peso ficar mais difícil, principalmente se você toma shakes de proteína em complemento à sua dieta normal.

 

>> CARDÁPIO ATKINS

CAFÉ DA MANHÃ

  • Opção 1: 01 omelete simples(01 gema e 02 claras)
  • Opção 2: 02 fatia de queijo Minas, 01 fatia de presunto magro,01 xícara de chá com adoçante
  • Opção 3: 01 pote de iogurte natural 0% de gordura,02 fatias de peito de peru light, 01 xícara de chá verde
  • Opção 4: 01 taça de gelatina diet, 02 fatias de ricota, 200 mL de água de coco

 

LANCHE DA MANHÃ

  • Opção 1: 02 fatias de mussarela light
  • Opção 2: 01 xícara de café com leite desnatado e adoçante
  • Opção 3: 01 fatia de presunto magro
  • Opção 4: 02 fatias de queijo Minas 0% de gordura

 

ALMOÇO

  • Opção 1: 01 filé de carne bovina magra,02 col sopa de queijo cottage
  • Opção 2: 01 filé de peito de frango com 02 fatias de mussarela light
  • Opção 3: 01 ovo mexido com 02 fatia de presunto magro e 02 fatias de queijo Minas Frescal 0% de gordura
  • Opção 4: 01 posta de peixe assado, 01 ovo cozido

 

CAFÉ DA TARDE

  • Opção 1: 02 fatias de peito de peru light,02 col sopa de queijo cottage light
  • Opção 2: 01 taça de gelatina diet, 02 fatias de presunto magro
  • Opção 3: 01 unid de iogurte natural 0% de gordura,02 fatias de peito de peru light
  • Opção 4: 01 xícara de chá branco,01 fatia média de queijo Minas 0% de gordura, 01 copo de água de coco

 

JANTAR

  • Opção 1: 01 filé de peixe assado,02 fatias de queijo Minas Frescal
  • Opção 2: 04 pedaços médios de carne cozida,02 fatias de queijo de soja
  • Opção 3: 02 coxas de carne de frango assadas sem pele,02 fatias de mussarela light
  • Opção 4: 04 col sopa de carne moída,02 fatias de presunto de frango

 

CEIA

  • Opção 1: 01copo de água de coco
  • Opção 2: 02 fatias de queijo Minas frescal
  • Opção 3: 01 taça de gelatina diet
  • Opção 4: 02 fatias de peito de peru light

8 Benefícios para Saúde de Comer mais Alimentos de Proteína

Precisamos comer a abundância de alimentos de proteína todos os dias para manter o nosso metabolismo funcionando, nossa energia acima e nossos níveis de açúcar no sangue estável.

Você pode estar comendo bastante proteína total, mas está a comer o tipo certo?

Proteína é usada em cada célula do nosso corpo e é essencial para a construção muscular da massa, apoiando a função neurológica, ajudando na digestão, ajudando a equilibrar os hormônios naturalmente e mantendo nosso humor.

Alimentos em proteínas também são benéficos para a prevenção de ganho de peso desde que eles nos fazem se sentir completo e exige mais trabalho para o organismo a digerir do que a ação rápida de carboidratos refinados.

 

Porque Alimentos de Proteínas são tão Importantes

O que são proteínas? As proteínas são consideradas longas cadeias de aminoácidos, que são as moléculas importantes que recebemos da nossa dieta.

Os aminoácidos podem ser encontrados em muitos diferentes tipos de alimentos, até mesmo legumes, mas as fontes mais altas são aqueles provenientes de animais – como carne, laticínios, ovos e peixes – além de um menor grau de certo vegetal e alimentos como grãos e sementes.

As proteínas são usadas todos os dias para manter o corpo. Porque eles são usados para desenvolver, crescer e manter quase todas as partes do nosso corpo desde nossa pele e cabelo para nossas enzimas digestivas e anticorpos do sistema imunológico – eles estão constantemente a ser discriminados e devem ser substituídos.

Comer muito pouco de proteína pode ocasionar estes sintomas:

  • Um lento metabolismo
  • Problemas de perda de peso
  • Problemas de construção muscular
  • Baixos níveis de energia e fadiga
  • Falta de concentração e de aprendizagem de problemas
  • Mau humor e humor
  • Muscular, ósseo e dor nas articulações.
  • Mudanças de açúcar no sangue que podem levar à diabetes
  • Lenta cicatrização de feridas
  • Baixa imunidade

 

(VÍDEO) Dieta Atkins – Como Funciona, Cardápio e Dicas

 

O que faz alguns alimentos de proteína, melhor do que outros?

O corpo pode fazer alguns aminoácidos por conta própria, mas o resto deve obter de alimentos de proteína.

Dos 20 totais aminoácidos existem certas pessoas que são consideradas “essenciais”, porque estes são os tipos específicos. Outros são “não essenciais”, porque o corpo pode criá-los pela síntese de outros aminoácidos.

Os 20 aminoácidos diferentes são todos originais e tem determinadas funções no corpo, por isso é importante cobrir suas bases e comer uma variedade de alimentos de alta proteína, a fim para certificar-se de que não está faltando certos tipos.

Mesmo quando um aminoácido não essencial é mais benéfico para obtê-lo de comida, desde que isto requer menos trabalho para o corpo.

Nos E.U. e a maioria das outras nações desenvolvidas, as pessoas raramente se tornam severamente deficientes em proteína (uma condição chamada Kwashiorkor).

No entanto, muitas pessoas comem os mesmos alimentos todos os dias e não variam sua dieta suficiente para obter todos os aminoácidos essenciais regularmente.

Então enquanto comer muita proteína em geral é importante, também é inteligente para comer uma variedade de diferentes alimentos de proteína.

Pessoas seguindo uma baixa caloria, dieta vegan ou vegetariano são especialmente em um maior risco de perder a importante de aminoácidos, desde alimentos de origem animal são considerados “proteínas completas” (ou seja, que eles contêm todos os aminoácidos essenciais), mas muitos alimentos vegetais não são.

É possível combinar os alimentos de planta diferentes a fim de criar uma combinação que tem todos os aminoácidos essenciais como comer arroz com feijão ou legumes com grãos integrais, por exemplo – mas alguns especialistas em saúde acreditam que isto não é tão ideal como comer alimentos que são fontes de proteína completa.

 

Como muitos alimentos de proteína devem comer todos os dias?

Todos nós precisamos de um nível diferente de proteínas com base em nossas necessidades exatas.

Por exemplo, seu peso corporal, sexo, idade e nível de atividade ou exercício todos determinam Quanta proteína é melhor para você.

Existem também algumas condições de saúde que exigem pessoas quer comem mais ou menos proteína do que a pessoa média.

E os atletas precisam comer mais alimentos para energia e desempenho, incluindo a abundância de proteínas de qualidade.

Dito isto, há algumas diretrizes gerais de proteína que podem servir como uma boa recomendação a apontar para cada dia.

De acordo com o USDA, a ingestão diária recomendada de proteína para adultos que estão em um nível médio de peso e atividade é:

56 gramas por dia para homens

46 gramas por dia para mulheres

Os montantes acima são a quantidade mínima de proteína que você deve apontar para cada dia, assumindo que é de outra maneira saudáveis e é moderadamente ativo.

Estes montantes são iguais a comer cerca de 0,36 gramas de proteína por cada quilo que você pesa.

Mais idealmente, é recomendo que você pegue seu peso corporal e multiplique esse número por 5.

O resultado é a quantidade em gramas de proteína que você deve idealmente apontar para comer todos os dias.

Por exemplo, uma mulher que pesa 150 quilos teria como objetivo para comer 75 gramas de proteína por dia e um homem que pesa 180 quilos atiraria para 90 gramas.

Em geral, faça uma fonte de alta qualidade de proteína em cada refeição para cerca de 30 por cento de seu prato.

Isso garante que você come bastante durante todo o dia para atender às suas necessidades e o impede de excessos de carboidratos e comidas lixo.

É melhor comer pequenas quantidades de proteína ao longo do dia. Isto dá ao seu corpo a quantidade certa de proteína a qualquer momento, desde que tanto pode ser utilizado de uma só vez (o resto será armazenado como gordura ou eliminado).

Porque seu corpo não pode armazenar proteína, comê-lo ao longo do dia é a maneira mais segura para equilibrar seu nível de açúcar no sangue, afastar a fome e apoiar o seu metabolismo. Isto é especialmente importante na hora do exercício.

 

Top 11 Proteínas de Alimentos para Incluir na sua Dieta

1. Carne— 300 gramas (46% DV)

2. Proteína de caldo de osso — ¼ xícara/sobre 20 gramas

3. Lentilhas — 100 gramas (36% DV)

4. Peixes selvagens (salmão, cavala, atum, etc.) 17 gramas (40% DV)

5. Frango orgânico — 1 peito de frango: 16 gramas (38% DV)

6. Feijão preto (ou outros grãos) — 100 gramas

7. Natto — ½ xícara 15 gramas

8. Leite — 1 xícara 8 gramas (16% DV)

9. Kefir ou iogurte (12) —6 – 9 gramas (16% DV)

10. Ovos biológicos — 1 grande: 7 gramas (14% DV)

11. Queijo cru — 1 onça de queijo de cabra: 7 gramas (14% DV)

 

(VÍDEO) Os 6 Benefícios do Frango Para Saúde

 

8 Benefícios de Saúde de Comer Alimentos com Proteína

 

1. Ajudar a Melhorar a Massa Muscular

Comer bastante proteína é necessário para construir e manter a massa muscular saudável, apoiando também o tendão, ligamentos e outros tecidos do corpo.

Quando sua dieta está carente de ácidos aminados, “desperdiçando muscular” (ou atrofia muscular) pode ocorrer quando as fibras musculares são quebradas para apoiar as necessidades de energia do seu corpo.

A proteína é especialmente importante após o exercício, desde que a atividade física como musculação propositadamente danifica tecidos musculares para que possam reparar e crescer mais forte.

Para que o processo aconteça de forma eficaz, você precisa de um pouco de proteína extra para ajudar a reparar o dano.

Enquanto a proteína sozinha não vai melhorar o desempenho atlético, a pesquisa mostra que comer proteína antes e após o exercício ajuda a aumentar a recuperação muscular, promove a síntese muscular e serve como eficaz tratamento de dor de músculo.

 

2. Ajudar a Gerenciar seu Peso

Embora alguns estudos mostrassem resultados conflitantes sobre dietas de alta proteína contra dietas de baixa proteína para manter um peso ideal ou perder peso rápido, há bastante evidência de que proteína ajuda a fazer você se sentir completo e pode evitar excessos.

Enquanto a mudança de dieta ou estilo de vida deve ser personalizada para perda de peso ser eficaz, estudos mostram que controlada a ingestão de calorias em associação com uma ingestão de proteínas moderadamente pode ser uma estratégia eficaz e prática na perda de peso.

Algumas das razões que isto é verdade? Alimentos de alta proteína causam saciedade aumentada em maior medida do que carboidratos ou gorduras, assim eles podem impedir excessos e petiscar é geralmente mais fácil comer em excesso de carboidratos, especialmente se eles são refinados ou adoçados, do que está a comer em excesso alimentos saudáveis de proteínas.

Comer proteína também cria um processo no corpo conhecido como termogênese, que exige o corpo a gastar mais energia (calorias) para digerir a comida.

Ao mesmo tempo, a proteína ajuda a repelir a perda muscular que pode resultar de uma dieta de baixa caloria, o que torna certos superalimentos de proteínas para perda de peso.

 

3. Estabilizar os Níveis de Açúcar no Sangue

A insulina é um hormônio que é necessário para carboidratos, gordura e proteína para ser metabolizada. No entanto, hidratos de carbono exigem muito mais insulina do que a gordura ou proteína.

O maior determinante dos níveis de açúcar no sangue é a resposta de índice glicêmico dos alimentos que ingerimos, então enquanto come alta em carboidratos e alimentos de elevado-açúcar resultados em flutuações nos níveis de açúcar no sangue, comer proteína faz o oposto.

Comer alimentos com proteína tem um efeito mínimo sobre níveis de glicose no sangue e pode, na verdade, diminuir a absorção de açúcar durante a refeição e isto significa que uma dieta de alta proteína pode ajudar a evitar picos de glicose no sangue, que é especialmente importante para a prevenção de tipo 2 de diabetes, equilibrando os níveis de energia e mantendo seu apetite.

 

4. Ajuda a Melhorar o seu Humor

Certos aminoácidos de alimentos de proteína são necessários para equilibrar os hormônios naturalmente, controlar o seu humor e agir como um remédio natural para ansiedade.

As proteínas ajudam a função de neurotransmissores e sintetizam hormônios como a dopamina e serotonina que os acalmam e mantém nossas perspectivas positivas.

Muitas pessoas que são carentes de aminoácidos começaram a experimentar a fraqueza, mau humor e aumento de ansiedade ou sinais de depressão por este motivo.

Porque a proteína ajuda a estabilizar a glicose no sangue, também previne alterações de humor, irritabilidade e desejos que podem ocorrer devido à flutuação de níveis de açúcar no sangue.

 

5. Promove a Aprendizagem e a Função Cerebral Saudável

As proteínas são necessárias para tornar as enzimas, hormônios e neurotransmissores que são críticos para a função cognitiva.

Como sua mãe pode ter dito quando você era uma criança, comer um pequeno-almoço saudável define o Tom para o dia e prepara você para aprender e lembrar-se de informações.

O cérebro requer um suprimento constante de aminoácidos para manter níveis de energia, foco e concentração.

Estudos mostram que quando a privação de aminoácidos ocorre, aprendizagem e coordenação afetadas, mas uma vez que todos os aminoácidos necessários são reintroduzidos na dieta, melhora as habilidades de aprendizagem e motor.

 

6. Ajuda a Manter os Ossos Fortes

Agora, muitos estudos mostram que uma associação positiva existente entre comer mais alimentos com proteína e a melhora da saúde óssea.

O efeito da proteína nos ossos também se relaciona com os alimentos de proteínas específicas sendo comidos e ingestão de nutrientes de osso edifício importantes como cálcio e magnésio.

Uma dieta rica em proteínas de alimentos, rica em nutrientes pode curar ossos quebrados, evitar fraqueza óssea, fraturas e até mesmo osteoporose, aumentando a absorção de cálcio e ajudando com metabolismo ósseo.

Estudos recentes em idosos nos Estados Unidos mostram que as maiores perdas óssea ocorrerem em pessoas idosas com uma ingestão de baixa proteína de 16 a 50 gramas por dia.

Acredita-se que quando alguém come um baixo nível de proteína, produção de fator de crescimento semelhante à insulina é reduzida, que por sua vez tem um efeito negativo sobre o metabolismo de cálcio e fosfato nos ossos.

7. Promove a Saúde do Coração

Alguns estudos mostram que uma relação inversa entre a ingestão de proteínas e risco de doença cardíaca tem sido observada em adultos, como dietas ricas em proteínas superiores parecem um dos remédios naturais para pressão arterial elevada.

Além disso, substituindo alimentos ricos em carboidratos com resultados de proteína em diminuir o colesterol “ruim” LDL e triglicérides.

 

8. Retarda o Envelhecimento e Promove a Longevidade

Um dos papéis principais de alimentos de proteína está ajudando o corpo a sintetizar a glutationa, muitas vezes chamada o “mestre antioxidante.”

Glutationa é armazenada dentro de nossas próprias células e ajuda a desintoxicar e reduzir substâncias cancerígenas.

Estudos animais e humanos, a que ambos mostram que a ingestão adequada de proteínas é crucial para a manutenção da glutationa e ajuda o corpo permanecer em um estado de equilíbrio “homeostase”.

Deficiência de glutationa contribui para o estresse oxidativo, que desempenha um papel fundamental em doenças relacionadas com a idade, como a doença de Alzheimer, doença de Parkinson, doença hepática, fibrose cística, anemia falciforme, câncer e infecções virais.

Conforme você envelhece, seu corpo é menos capaz de sintetizar aminoácidos por conta própria, que é uma das razões por que a quantidade de músculo que você tem tende a diminuir ao longo dos anos, enquanto a gordura se acumula.

Isso torna ainda mais importante que comer a abundância de alimentos ricos em proteínas para apoiar não só um peso de corpo saudável, mas ao manter sua memória afiada, energia e a força e equilíbrio no lugar.

 

Existem Preocupações com Comer muita Proteína?

Algumas pessoas estão preocupadas com a função renal ou a função hepática que pode sofrer quando sua dieta é muito rica em proteínas.

No entanto, há muita evidência que uma dieta bem arredondada que têm moderados a altos níveis de proteína de alta qualidade irá causar problemas em pessoas saudáveis… da mesma forma, como mencionado anteriormente, proteína parece ajudar com osso e em oposição à prevenção dos riscos para a saúde do coração, piorou as condições de saúde.

Dito isso, comer altos níveis de proteína está correlacionada com alguns riscos de saúde em certos casos.

Comer mais calorias em geral do que seu corpo pode usar, se a partir de proteína ou de outra fonte, não resultará em melhor saúde e contribuir para o ganho de peso.

Muito rica em proteínas também pode levar a problemas digestivos, como constipação, alterações nos níveis de açúcar no sangue e, possivelmente, bactérias e leveduras de crescimento no intestino.

Negligenciando outros nutrientes e comer uma grande quantidade de proteína podem também colocar pressão sobre seus órgãos enquanto eles trabalham para equilibrar o nível de pH do seu corpo (desde alimentos de origem animal podem ser ácidos na natureza).

Claro, comer uma dieta bem arredondada que é variada em termos de alimentos é importante para uma saúde ideal.

Para resumir, a proteína desempenha um papel importante em uma dieta saudável, mas a qualidade é a chave e, além disso, você não quer simplesmente se encher de alimentos de proteína o dia inteiro sem comer bastantes legumes, frutas e gorduras saudáveis.

ATUALIZADO: 15.06.16

rp_medico-emagecer-mulher-projeto-novo-1-197x300.jpg

 

>> RECOMENDAMOS PARA VOCÊ

anel-magnetico

Recomendados para você:


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *