MOLUSCO CONTAGIOSO: O Que É? Como Identificar e Tratar [2017]

dieta.blog.brmolusco-contagioso-o-que-e-como-identificar-tratar

Molusco Contagioso, Sintomas, Tratamento e Remédios Naturais

Molusco contagioso.

Um vírus que afeta a pele.

Os sintomas incluem pequenas colisões redondas com recuos.

O tratamento está disponível.

Espalha através do contato próximo, incluindo atividade sexual.

Os preservativos ajudam a reduzir o risco de infecção.

 

O que é Molusco contagioso?

Você pode ter ouvido falar de molusco contagioso tratamento caseiro, mas muitas pessoas não têm certeza do que é.

Molusco contagioso é um vírus que afeta a pele. Pode infectar crianças e adultos.

Muitas vezes é transmitida por contato não sexual. Também pode ser transmitida durante o contato sexual.

Centenas de milhares de casos do vírus molusco contagioso são diagnosticadas a cada ano.

 

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ »

17 Remédios Caseiros Acabar com Pressão Alta
17 Incríveis Remédios Caseiros Dor Ciática
Dieta da Sopa: Perca 1kg por dia Fácil
Dieta Carboidrato Cardápio Perca 6kg em 15 Dias
Dieta para Engordar: Cardápio Completo Ganhe 4kg Fácil

 

(VÍDEO) O que é o “molusco contagioso”?

 

(VÍDEO) MOLUSCO CONTAGIOSO – AROMATERAPIA

 

QUAIS SÃO OS SINTOMAS DE MOLUSCO CONTAGIOSO?

Se você tem molusco contagioso, pode ter pequenas ceras redondas crescendo na área genital ou nas coxas.

Há frequentemente um entalhe minúsculo no meio do crescimento. Os sintomas geralmente aparecem entre dois a três meses após a infecção.

Muitas vezes não existem outros sintomas. Mas às vezes as colisões podem coçar ou sentir incômodo ao toque.

Pessoas que têm sistema imunológico enfraquecido – de HIV, câncer ou outra doença – geralmente têm piores sintomas.

 

COMO POSSO SABER SE TENHO MOLUSCO CONTAGIOSO?

Você precisará consultar um médico. Seu médico será a capaz mais capaz de diagnosticar o molusco contagioso, examinando os crescimentos.

Seu provedor também pode fazer uma raspagem de um crescimento para olhar com um microscópio e ter certeza se você tem a infecção.

 

EXISTE UM TRATAMENTO PARA O MOLUSCO CONTAGIOSO?

Sim, o tratamento está disponível. Um prestador de cuidados de saúde pode remover os pequenos crescimentos com produtos químicos, com uma corrente elétrica ou por congelamentos.

Você pode usar um medicamento prescrito que pode ser aplicado em casa.

Algumas pessoas optam por não ter os tratamentos de crescimento porque molusco contagioso pode ir embora por conta própria.

Mas se não tratada, leva uma média de dois anos para todos os crescimentos irem embora.

E durante esse tempo, existe o risco de espalhar o vírus para outras partes do seu corpo ou para outras pessoas.

 

O QUE FAZER APÓS O TRATAMENTO?

Mantenha a área limpa. Use uma toalha diferente para secar outras partes do seu corpo após um banho.

Não coçar a área que foi tratada.

Lave as mãos após tocar a área que foi tratada.

Evite fazer sexo se for desconfortável.

Aplique compressa fria para aliviar o desconforto ou tomar um analgésico.

 

ONDE POSSO FAZER UM TESTE OU TRATAMENTO PARA MOLUSCO CONTAGIOSO?

Funcionários de centro de saúde, clínicas, departamentos de saúde e prestadores de cuidados de saúde privados podem diagnosticar molusco contagioso e ajudá-lo em qualquer tratamento que possa ser necessário.

 

COMO É A PROPAGAÇÃO DE MOLUSCO CONTAGIOSO?

Você pode obter molusco contagioso tratamento medicamentoso através do contato próximo com alguém que está infectado com ele.

Mesmo que o molusco contagioso seja frequentemente transmitido sexualmente, você não precisa ter relações sexuais para obtê-lo.

Mas é assim que a maioria dos adultos se infecta.

 

MOLUSCO CONTAGIOSO É ESPALHADO POR:

– Relações sexuais vaginais e anais;

– Sexo oral;

– Contato não sexual e íntimo;

– Partilha de roupas ou toalhas;

– As crianças podem ser infectadas através de contato casual. Em tais casos, os crescimentos podem aparecer em outras partes do corpo, especialmente o abdômen;

– Se você tem já molusco contagioso pode espalhar com coceiras ou esfregando-os.

 

COMO POSSO EVITAR A OBTENÇÃO OU PROPAGAÇÃO DE MOLUSCO CONTAGIOSO?

A chave é reduzir a chance dos crescimentos entrarem em contato com outras partes do corpo.

Os preservativos reduzem o risco de molusco contagioso durante a relação sexual vaginal, anal e oral. Mas o vírus ainda pode estar na área que não é coberto e protegido por preservativos.

Se você tem crescimentos, o melhor é evitar o contato sexual até que eles vão embora ou sejam removidos.

Cobrindo as feridas com ataduras ou roupas também reduz o risco de espalhar o vírus para outras pessoas ou para outras partes do seu corpo.

 

Doença Pélvica Inflamatória (PID) DOENÇA PÉLVICA INFLAMATÓRIA (PID)

– PID significa doença inflamatória pélvica.
– Comum e grave complicação de algumas doenças sexualmente transmissíveis (DSTs).
– Muitas vezes, não há sintomas.
– Preservativos reduzem o risco.

 

O QUE É PID?

Você pode ter ouvido falar de doença inflamatória pélvica ou PID, mas muitas pessoas não têm certeza do que é. PID é uma infecção grave que prejudica os órgãos reprodutivos de uma mulher.

Ela se desenvolve quando uma infecção se espalha a partir da vagina e colo do útero nas trompas de Falópio, útero e ovário.

É geralmente causada por não tratar a clamídia ou gonorreia, mas pode ser causada por outras infecções.

A doença inflamatória pélvica é comum. Mais de um milhão de mulheres recebem PID a cada ano.

 

QUAIS SÃO OS SINTOMAS DO PID?

Muitas mulheres não sabem que têm doença inflamatória pélvica (PID). Alguns casos de PID podem não ter quaisquer sintomas.

– Mais tarde, quando o PID se agrava, os sintomas são:
Menstruações anormalmente longas ou dolorosas e corrimento vaginal incomum.
– Manchas e dor entre os períodos menstruais ou durante a micção.
– Dor no abdômen e nas costas.
Febre e calafrios.
– Náuseas e vômitos.
– Dor durante relações sexuais vaginais.

Se PID não for tratada, pode causar problemas graves, como infertilidade, gravidez ectópica e dor crônica. Quanto mais vezes a mulher tem PID, maiores são suas chances de se tornar infértil.

Doença inflamatória pélvica é muitas vezes difícil identificar porque os sintomas parecem como os de outras condições, tais como a apendicite, infecções do tacto urinário, dos ovários e a endometriose.

 

COMO POSSO SABER SE TENHO PID?

Um profissional de saúde pode diagnosticar a doença inflamatória pélvica (PID) durante um exame pélvico.

Os testes também serão feitos para clamídia, gonorreia ou outras infecções, porque muitas vezes causam PID.

 

O Seu Médico Também Pode Pedir:

Exames de sangue;

Testes de secreções vaginais e cervicais;

Uma laparoscopia – um instrumento é inserido através de um pequeno corte no umbigo, a fim de olhar os órgãos reprodutivos.

Os sintomas de PID podem ser confundidos com outras infecções. Esteja aberto com seu médico sobre seu histórico sexual para ajudar a tornar mais fácil o diagnóstico de PID em seus estágios mais precoces e tratáveis.

 

EXISTE UM TRATAMENTO PARA PID?

Sim, existe tratamento para a doença inflamatória pélvica (PID). Um médico pode prescrever antibióticos para você tomar e pedir que você descanse na cama e se abstenha de sexo por um tempo.

Em casos mais desenvolvidos de PID, a cirurgia pode ser necessária para reparar ou remover órgãos reprodutivos.

 

Se Você Está Sendo Tratado para PID:

Tome todo o medicamento prescrito. Mesmo se os sintomas desaparecerem, a infecção ainda pode estar em seu corpo até que o tratamento esteja completo.

Cuide bem de você.

Descanso na cama. Você precisa de vários dias de descanso na cama para tratar uma infecção grave.

Beba muitos líquidos e coma uma dieta saudável.

Não use tampões.

Você pode tomar aspirina, ibiprofeno (como Advil) ou acetaminofeno (como Tylenol) para a dor. Você também pode colocar uma almofada de aquecimento em seu estômago.

Informe o seu parceiro (s) que você tem uma infecção. Qualquer parceiro recente precisará ser verificado e receber remédios – mesmo se sentir bem.

Se o (s) seu (s) parceiro (s) não são tratados por quaisquer possíveis infecções, tais como clamídia ou gonorreia, você pode obter PID novamente.

Não faça sexo até que você e seu (s) parceiro (s) tenham terminado todo o remédio, tenham sido examinados e saibam que o tratamento está completo.

Manter suas consultas médicas para ter certeza de que esteja melhor.

É importante tratar PID e evitar que ele volte. Tratamento para PID reduz o risco de complicações, incluindo infertilidade.

 

COMPLICACÕES DO PID

Se a doença inflamatória pélvica não for tratada, pode resultar em complicações graves, com risco de vida.

A infecção pode se espalhar para o sangue ou para outras partes do corpo.

PID também pode resultar na ruptura de uma trompa de Falópio.

Doença inflamatória pélvica também aumenta o risco de gravidez ectópica, uma condição potencialmente fatal em que um ovo fertilizado implante fora do útero, geralmente em uma trompa de Falópio.

Os sinais de gravidez ectópica incluem:

Sangramento irregular da vagina.

Dor no abdome ou ponta do ombro.

Fraqueza repentina ou desmaio.

Se você acha que pode ter uma gravidez ectópica e não pode ir até seu médico, vá para a emergência de um hospital imediatamente.

 

ONDE POSSO OBTER UM TESTE OU TRATAMENTO PARA PID?

Funcionários de centro de saúde, clínicas, departamentos de saúde e prestadores de cuidados de saúde privados podem diagnosticar a doença inflamatória pélvica (DIP) e ajudá-lo em qualquer tratamento que seja necessário.

 

COMO É A PROPAGAÇÃO DO PID?

Doença inflamatória pélvica (PID) nem sempre é o resultado de uma infecção sexualmente transmitida – mas na maioria dos casos sim.

As infecções sexualmente transmissíveis que mais comumente causam PID são clamídia e gonorreia.

Eles são transmitidos por relações sexuais vaginais, anais, e raramente, sexo oral.

 

COMO POSSO EVITAR A OBTENÇÃO OU ESPALHAR PID?

Pratique sexo seguro. Isso por quê a doença inflamatória pélvica (PID) pode ser transmitida sexualmente, assim utilizar um preservativo pode reduzir o risco de DIP.

Se você acha que pode ter sido exposto à clamídia ou gonorreia, faça o teste. A maioria das mulheres com estas infecções sexualmente transmissíveis não tem sintomas e pode desenvolver PID sem o saber.

 

CONTROLE DE NATALIDADE E PID

A pílula anticoncepcional e diu oferecem alguma proteção contra a doença inflamatória pélvica (DIP).

Espessam o muco cervical e impedem que outras infecções cheguem ao útero, trompas de falópio e ovários.

Mas tenha em mente que eles não protegem contra infecções sexualmente transmissíveis do colo do útero e da vagina.

ATUALIZADO: 08.03.17

ATUALIZADO MINIATURA 13.03.2017

 

rp_Como-EU-perdi-13-quilos-em-apenas-21-dias.-Sem-dieta-e-exercícios-Usando-isso...-197x300.jpg

 

Deixe um comentário logo abaixo sobre o que você mais gostou nesse artigo, ou sobre alguma dica extra que você deseja compartilhar conosco ou até mesmo alguma crítica sobre esse texto.

 

Dicas Para uma Vida Saudável Alimentação e Bem-Estar »

Como Emagrecer Rápido Perca 8kg uma Semana sem Passar Fome
Vinagre de Maçã: 27 Principais Benefícios para Saúde
Cardápio Dieta Cetogênica: Cardápio de Nutricionista
Como Perder 5 kg em uma Semana: Dieta de uma Semana
Nova Dieta OVO: Emagreça Rápido 5 kg em 1 Semana
Dieta para Perder Peso Rapidamente: Perca 6kg 5 Dias
Dieta Detox Cardápio Completo Perca 9kg em 21 Dias
17 Maneiras como Baixar Pressão Alta na Hora Simples e Facil
Gengibre: 27 Principais Benefícios Para a Saúde

Você mais Magra DEFINITIVAMENTE!

Você mais Magra DEFINITIVAMENTE!

Recomendados para você: