Meningite: Tem Cura? Diagnostico, Sintomas e Tratamentos

Tudo sobre Meningite seus Diagnósticos e Tratamentos

Meningite

O que é Meningite?

A meningite é uma inflamação das membranas (meninges) que cerca o cérebro e a medula espinhal.

O inchaço associada à meningite viral, muitas vezes desencadeia os sinais “marcantes” e sintomas desta condição, incluindo dor de cabeça, febre e rigidez no pescoço.

A maioria dos casos de meningite no Brasil são causadas por uma infecção viral, mas as infecções bacterianas e fúngicas, também podem levar à meningite.

Dependendo da causa da infecção, a meningite pode ficar melhor por conta própria em um par de semanas – ou pode ser uma emergência com risco de vida que necessita de tratamento antibiótico urgente.

Se suspeitar que você ou alguém da sua família tem meningite viral é contagiosa, procurar assistência médica imediatamente.

O tratamento precoce de meningite bacteriana pode evitar complicações graves.

dieta.blog.br-meningite-tem-cura-diagnostico-sintomas-e-tratamentos

>> Recomendamos para Você:

 

(VÍDEO) Meningite: causas, sintomas, tratamento e prevenção

 

(VÍDEO) Meningite – Documentário

 

(VÍDEO) Meningite: Conheça os sintomas da doença que pode levar à morte

> SINTOMAS

É fácil confundir os primeiros sinais e sintomas de meningite para a gripe.

Sinais e sintomas de meningite podem desenvolver ao longo de várias horas ou mais de um ou dois dias.

Os sinais e sintomas que podem ocorrer em qualquer pessoa com idade superior a 2 anos de idade são:

Febre alta repentina
– Dor de cabeça grave, que não pode ser facilmente confundida com outros tipos de dor de cabeça
– Torcicolo
– Vômitos ou náuseas com dor de cabeça
– Confusão ou dificuldade de concentração
– Convulsões
– Sonolência ou dificuldade para acordar
– Sensibilidade à luz
– Falta de interesse em beber e comer
Erupção cutânea em alguns casos, como no tratamento da meningite meningocócica
– Sinais em recém-nascidos

Os recém-nascidos e crianças podem não ter os sinais e sintomas de dor de cabeça e rigidez do pescoço clássicos.

Em vez disso, sinais de meningite bacteriana tem cura nessa faixa etária podem incluir:

– Febre alta
– Choro constante
– Sonolência excessiva ou irritabilidade
– A inatividade ou lentidão
– Má alimentação
– A protuberância em cima da cabeça de um bebê (moleira)
– Rigidez no corpo e no pescoço de um bebê

Procurar assistência médica imediatamente se você ou alguém da sua família tem sinais ou sintomas de meningite, tais como:

– Febre
– Grave, dor de cabeça implacável
– Confusão
– Vômitos
– Torcicolo

A meningite viral pode melhorar sem tratamento, mas a meningite bacteriana é grave, pode vir muito rapidamente e requer tratamento imediato com antibióticos para melhorar as chances de uma recuperação.

Atrasar o tratamento para meningite bacteriana aumenta o risco de danos cerebrais permanentes ou morte.

Além disso, a meningite bacteriana pode revelar-se fatal numa questão de dias.

Não há nenhuma maneira de saber qual o tipo de meningite que você ou seu filho tem, sem ver o seu médico e em fase de testes de fluido espinhal.

 

> CAUSAS

Meningite geralmente resulta de uma infecção viral, mas a causa pode também ser uma infecção bacteriana. Menos comumente, uma infecção fúngica podem causar meningite.

Meningite bacteriana aguda geralmente ocorre quando as bactérias entram na corrente sanguínea e migram para o cérebro e a medula espinhal.

Mas também podem ocorrer quando as bactérias invadem diretamente as meninges, como resultado de uma sinusite, ou uma fratura de crânio, ou raramente, depois de algumas cirurgias.

Um certo número de linhagens de bactérias podem causar meningite bacteriana aguda. As mais comuns incluem:

– Streptococcus pneumoniae (pneumococo). Esta bactéria é a causa mais comum de meningite bacteriana em lactentes, crianças jovens e adultos no Brasil.

É a mais comumente, causa infecções de ouvido ou pneumonia ou sinusite. Existe uma vacina para ajudar a reduzir a ocorrência dessa infecção.

– Neisseria meningitidis (meningococo). Esta bactéria é outra causa principal de meningite bacteriana. A meningite meningocócica geralmente ocorre quando bactérias de uma infecção respiratória superior entram na corrente sanguínea.

Esta infecção é altamente contagiosa. Ela afeta principalmente adolescentes e adultos jovens, e pode causar epidemias locais em dormitórios universitários, internatos e bases militares.

Existe uma vacina para ajudar a reduzir a ocorrência dessa infecção.

– Haemophilus influenzae (Haemophilus). Haemophilus influenzae do tipo b (Hib) é a principal causa de meningite bacteriana em crianças.

Mas novas vacinas Hib – disponível como parte do calendário de imunização infantil de rotina em vários países- têm muito reduzido o número de casos desse tipo de meningite.

A cada ano, os vírus causam um maior número de casos de meningite do que as bactérias. A meningite viral é geralmente leve e, muitas vezes apaga por si só.

Um grupo de vírus conhecidos como enterovirus é responsável pela maioria dos casos de meningite viral.

Estes vírus tende a circular no final do verão e início do outono. Vírus tais como o vírus do herpes simples, o HIV, da papeira, vírus do Nilo
Ocidental e outros também podem causar meningite viral.

Formas crônicas de meningite ocorrem quando os organismos de crescimento lento invadem as membranas e soltam um fluido que envolve o cérebro.

Apesar de meningite aguda atingir de repente, meningite crônica desenvolve ao longo de duas semanas ou mais.

No entanto, os sinais e sintomas de meningite crônica – dor de cabeça, febre, vômitos e nebulosidade mental – são semelhantes aos da meningite aguda.

Meningite fúngica é relativamente incomum e causa meningite crônica. Ocasionalmente, pode imitar meningite bacteriana aguda.

No entanto, esta forma de meningite fúngica não é contagiosa de pessoa para pessoa.

A meningite pode também resultar de causas não infecciosas, tais como reações químicas, alergias a drogas, alguns tipos de cancro e doenças inflamatórias, tais como sarcoidose.

 

> COMPLICAÇÕES

As complicações da meningite podem ser graves. Quanto mais tempo você ou seu filho tem a doença sem tratamento, maior o risco de convulsões e danos neurológicos permanentes, incluindo:

– A perda de audição
– Dificuldade de memória
– Dificuldades de aprendizagem
– A lesão cerebral
– Convulsões
Insuficiência renal
– Choque
– Morte

 

> TRATAMENTO

O tratamento depende do tipo de meningite você ou seu filho tem.

A meningite bacteriana. Meningite bacteriana aguda requer tratamento imediato com antibióticos intravenosos e, mais recentemente, os medicamentos de cortisona, para garantir a recuperação e reduzir o risco de complicações, como edema cerebral e convulsões.

A meningite viral. Os antibióticos não podem curar meningite viral, e a maior parte dos casos. O tratamento de casos leves de meningite viral geralmente inclui:

– Casas de repouso

– A abundância de fluidos

– Medicamentos para a dor para ajudar a reduzir a febre e aliviar dores no corpo.

Se a causa de sua meningite é um vírus herpes, um medicamento antiviral está disponível.

Se a causa de sua meningite não é clara, o seu médico pode iniciar o tratamento antiviral e antibiótico, enquanto a causa está sendo determinada.

Meningite fúngica é tratada com medicamentos antifúngicos. No entanto, estes medicamentos podem ter efeitos colaterais graves, por isso o tratamento pode ser adiado até que um laboratório possa confirmar que a causa é fúngica.

Meningite crônica é tratada com base na causa subjacente, que é muitas vezes fúngica.

Meningite não infecciosa, devido à reação alérgica ou doença autoimune pode ser tratada com medicamentos de cortisona.

Em alguns casos, nenhum tratamento pode ser necessário, porque a condição pode resolver por conta própria. Meningite relacionada ao câncer requer terapia para o câncer individual.

 

(VÍDEO) MENINGITE – SINTOMAS, CAUSAS E TRATAMENTOS

> PREVENÇÃO

Meningite geralmente resulta de infecções contagiosas.

Bactérias comuns ou vírus que podem causar meningite pode se espalhar através da tosse, espirros, beijos ou compartilhar talheres, uma escova de dentes ou um cigarro.

Você também está em maior risco se você viver ou trabalhar com alguém que tem a doença.

Estes passos podem ajudar a prevenir a meningite:

– Lave as mãos. Mãos lavadas cuidadosamente é importante para evitar a exposição a agentes infecciosos.

Ensine seus filhos a lavar as mãos com frequência, especialmente antes de comer e após usar o banheiro, passar o tempo em um lugar público lotado ou acariciar animais. Mostre-lhes como lavar as mãos corretamente.

– Pratique uma boa higiene. Não compartilhar alimentos, bebidas, canudos, talheres, hidratantes labiais ou escovas de dente com mais ninguém.

– Mantenha-se saudável. Mantenha o seu sistema imunológico, descansar o suficiente, fazer exercícios regularmente e comer uma dieta saudável, com abundância de frutas frescas, legumes e grãos integrais.

– Cubra sua boca. Quando precisar tossir ou espirrar, certifique-se de cobrir a boca e o nariz.

– Se você estiver grávida, tome cuidado com os alimentos. Reduzir o risco de listeriose se você está grávida pela cozedura da carne, incluindo cachorros-quentes, e evitar queijos moles feitos a partir de leite não pasteurizado.

Não comer estes tipos de queijos, a menos que eles estão claramente identificados que eles foram feitos com leite pasteurizado.

 

> IMUNIZAÇÕES

– Haemophilus influenzae tipo b (Hib) vacina. Crianças no Brasil rotineiramente recebem essa vacina, como parte da programação recomendada de vacinas, a partir de cerca de 2 meses de idade.

A vacina também é recomendada para alguns adultos, incluindo aqueles que têm a doença falciforme ou AIDS e aqueles que não têm um baço.

– A vacina pneumocócica conjugada (PCV7). Esta vacina também faz parte do calendário regular de vacinação para as crianças menores de 2 anos.

– Haemophilus influenzae tipo b e Neisseria meningitidis sorogrupos C e vacina Y (Hib-MenCY). Esta vacina é recomendada para crianças com menos de 19 meses, mas não menores de 6 semanas, que estão em alto risco de doença meningocócica.

Isto inclui as crianças com um baço não está funcionando corretamente e anemia falciforme. A vacina é administrada em quatro doses, com a idade de 2 meses, 4 meses, 6 meses, e entre as idades de 12 meses e 15 meses.

– Vacina polissacarídica pneumocócica (PPSV). As crianças mais velhas e adultos que necessitam de proteção contra bactérias pneumocócicas podem receber a vacina.

– Vacina conjugada meningocócica (MCV4). Os Centros de Controle e Prevenção de Doenças recomenda que uma dose única de MCV4 ser dado a crianças com idades entre 11 a 12, com uma dose de reforço dado aos 16 anos.

– Esta vacina também pode ser administrada a crianças mais jovens que estão em alto risco de meningite bacteriana ou que tenham sido expostos a alguém com a doença.

É aprovado para uso em crianças a partir dos 9 meses de idade. Também é usado para vacinar as pessoas saudáveis que tenham sido expostos em surtos, mas não foram previamente vacinadas.

 

Dicas a se Seguir sobre a Prevenção Meningite

Tecidos chamados de meninges formam um escudo protetor sobre o cérebro e a medula espinhal.

“Qualquer doença que provoca inflamação das meninges é meningite”, diz Ramesh Nathan, MD, um especialista em doenças infecciosas e chefe de equipe do Los Robles Hospital em Thousand Oaks, Califórnia.

 

Como a Meningite pode se Espalhar?

A doença é mais frequentemente causada por bactérias ou um vírus, com uma forma viral da doença geralmente ser menos grave do que a meningite bacteriana.

Meningite bacteriana pode causar perda de audição, danos cerebrais, outras deficiências, e até mesmo a morte e é contagiosa, potencialmente transmitido através do beijo ou compartilhamento com uma pessoa infectada.

Aqui estão alguns passos que você pode tomar para evitá-lo.

 

Mantenha-se Vacinado

A maneira mais eficaz de prevenir a meningite é se vacinar contra a doença.

Atualmente existem duas vacinas disponíveis nos EUA e no Brasil que protegem contra a maioria dos tipos de meningite bacteriana.

Os Centros para Controle e Prevenção de Doenças recomendam a pessoas vacinadas contra a meningite entre aos 11 anos, ou 12, seguidas por uma dose de reforço aos 16 anos para 18.

Você tem um aumento do risco de contrair meningite entre as idades de 16 e 21 e quando se vive em bairros próximos com os outros, como em um dormitório da faculdade.

Se você está indo para a faculdade e vai morar em um dormitório, tenha certeza de obter-se atualizado com as imunizações.

A vacina para prevenir a meningite também é recomendada se você está se tornando um dos militares, viajar, ou o planejamento de viver em um país onde a meningite bacteriana é comum.

Se vacinar contra o sarampo, papeira, rubéola e varicela podem ajudar a prevenir doenças que podem levar à meningite viral.

 

(VÍDEO) Médico explica como é o contágio pela meningite e o que fazer

 

Não Compartilhar itens Pessoais

A meningite pode ser contraída quando você entrar em contato com respiratórias ou garganta secreções, saliva, expectoração, muco nasal de alguém que esteja infectado, seja através de beijos ou compartilhando itens pessoais.

Você pode impedir a propagação da meningite por não compartilhar itens, onde as secreções se escondem, como copos, garrafas de água, canudos, talheres, escovas de dente, batons ou glosses dos lábios ou cigarros.

“Não beba de lata de refrigerante do seu amigo”.

 

Mantenha Distância de Pessoas Infectadas

As bactérias encontradas no nariz e garganta secreções também pode se espalhar através da tosse e espirros.

Você poderia ter meningite se você está perto o suficiente para uma pessoa infectada entrar em contato direto com estas secreções.

Se alguém que você conhece tem uma infecção respiratória, mantenha pelo menos 3 pés de distância para ficar fora da linha de fogo de qualquer tosse.

Da mesma forma, quando tossir ou espirrar, ser gentil com os outros: enterrar a cabeça no cotovelo de modo que o seu spray entra em sua manga, em seguida, lavar as mãos.

Tenha em mente que a meningite bacteriana não é facilmente transmissível.

Você não terá a meningite simplesmente ao respirar o ar onde um amigo ou membro da família doente respirou.

Lave suas mãos vigorosamente

Assim como com vírus de gripes e resfriados, os vírus e as bactérias responsáveis pela meningite podem estar em suas mãos ou em sua boca.

Você pode prevenir a meningite que se espalhe ao lavar as mãos vigorosamente, especialmente depois de usar o banheiro, trocar uma fralda, passar um tempo em um lugar lotado, e tossir ou assoar o nariz.

Use água quente e sabão para ter certeza de obter ambas as frentes e costas das mãos e cada dedo.

Esfregue as mãos para um total de 20 segundos, em seguida, lave e seque-os com uma toalha limpa.

“Desinfetantes para as mãos são bons, também”, diz Vassallo.

 

Impulsionar seu Sistema Imunitário

Quando você começa uma infecção, o sistema imunológico entra em ação e trabalha para combatê-lo.

Um sistema imunitário saudável pode ajudar a prevenir uma infecção dos vírus e bactérias que causam a meningite.

Mantenha seu sistema imunológico em sua luta melhor com uma alimentação saudável incluindo frutas frescas e vegetais, grãos integrais e proteínas magras e fazer exercícios regulares.

Além disso, certifique-se de obter o sono que você precisa.

Cuidar bem da sua saúde geral torna-se ainda mais importante se você tem uma condição crônica que compromete o sistema imunológico, que diretamente, quer através dos medicamentos que toma para controlá-lo.

 

Obter Tratamento Imediato

Se você tem estado em contato próximo com alguém que tem meningite bacteriana, chame seu médico imediatamente.

Seu médico pode lhe dar antibióticos para mantê-lo de meningite em desenvolvimento.

Eles não vão ajudar a prevenir a meningite do tipo viral da doença, mas vale a pena ver o seu médico e perguntar sobre suas opções.

ATUALIZADO: 26.10.16

 

medico-emagecer-mulher-projeto-novo

 

>> Recomendamos Para Você:

Recomendados para você:


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • HERNANDEZ Rueben
    i ter sido vítima de (vírus herpes simplex) da doença durante os últimos quatro anos e tinha dores constantes, especialmente nos joelhos. Durante o primeiro ano, eu tinha fé em Deus que eu seria curada algum dia. Esta doença começou a circular por todo o meu corpo e eu tenho tomado o tratamento do meu médico, algumas semanas atrás eu vim em busca na internet se eu poderia obter qualquer informação relativa à prevenção desta doença, na minha pesquisa eu vi um testemunho de alguém que foi curado de (hepatite B eo cancro) por este homem Dr PEPOKO e ela deu o endereço de e-mail deste homem e aconselhar que deve contactá-lo para qualquer doença que ele iria ser de grande ajuda, então eu escrevi ao dr PEPOKO dizendo-lhe sobre a minha (vírus do herpes), ele me disse para não se preocupar que eu estava indo para ser curado !! hmm eu nunca acredita-,, bem depois de todos os procedimentos e remédio dadas a mim por este homem algumas semanas mais tarde eu comecei experimentando mudanças em cima de mim como o Dr me garantiu que eu ter curado, depois de algum tempo eu fui ao meu médico para confirmar se eu finalmente ser curado eis que era verdade, então amigos o meu conselho é, se você tem essa doença ou qualquer outro em tudo que você pode enviar e-mail Dr PEPOKO em [email protected] ou WhatsApp +2347053699933
    entre em contato com o Dr. PEPOKO hoje para o seu problema a ser resolver para você, assim como o meu problema já ser resolver para mim também via e-mail [email protected]
                          Aqui é-lhe detalhes para contactar PEPOKO se você deseja para o seu problema a ser resolvido

    E-mail ::: [email protected]
    whatsapp número ::: +2347053699933

    Aqui é meus dados também se quiser contactar-me pessoal ::: [email protected]

  • Oi,
    Meu nome é Sarah Anik, seis meses atrás eu tive relações sexuais com o terceiro cara na minha vida que eu estava prestes a se casar e agora tenho herpes. Eu não podia acreditar, porque ele não era um cara aleatório, ele é o cara armário que eu tive como um namorado, mas ele tem sido um pesadelo sem fim desde então. Eu sempre acreditei em Deus e ter-lhe pediu perdão que é irônico.
    Eu senti como se me matar com o ensinou de ter um marido e família vai ser bastante difícil e eu me senti como se eu não estou realmente no quarto quando as pessoas estão falando. Eu não sabia o que fazer e praticamente grito e orar todos os dias a Deus por ajuda e olhando para minha família com muito amor e sentimento que eu tenho decepcionado eles, embora eles não sabem. Até que Deus me levar a DR. SOLUÇÃO on-line que prometeu me ajudar a curar a minha doença através de ervas. No começo eu não acreditava nele, mas para minha maior surpresa que eu estava completamente curado por ervas, que médico também verificou que eu estava curado. Um agradecimento especial ao Dr. SOLUÇÃO.
    Não seja desencorajar porque ele que fez isso por mim também vai fazer isso por você e você pode entrar em contato com ele através de seu endereço de e-mail [email protected] ou chamá-lo em seu número de telemóvel +2348077683109 ou visite seus sites www.healinghome.webs .com para mais informações.

  • Eu tenho sido vítima de vírus do herpes para os últimos quatro anos e tinha dores constantes, especialmente nos joelhos. Durante o primeiro ano, eu tinha fé em Deus que eu seria curada someday.This doença começou a circular por todo o meu corpo e eu tenho vindo a fazer o tratamento do meu médico, há algumas semanas, eu vim em busca na internet se eu poderia ficar informações relativas à prevenção desta doença, na minha pesquisa eu vi um testemunho de alguém que tenha sido curado de (hepatite B eo cancro) por este homem Dr Ehi e ela também deu o endereço de e-mail deste homem e aconselhar devemos contatá-lo para qualquer doença que ele iria ser de grande ajuda, então eu escrevi ao dr Ehi dizendo-lhe sobre o meu vírus herpes ele me disse para não se preocupar que eu estava indo para ser curado !! hmm eu nunca acredita-,, bem depois de todos os procedimentos e remédio dadas a mim por este homem algumas semanas mais tarde eu comecei experimentando mudanças em cima de mim como o Dr me garantiu que eu ter curado, depois de algum tempo eu fui ao meu médico para confirmar se eu ter finalmente ser curado eis que era verdade, então amigos o meu conselho é, se você tem essa doença ou qualquer outro em tudo que você pode enviar e-mail Dr Ehi via e-mail [email protected] ou chamá-lo +2349038669448