Saúde

DOENÇA DO FÍGADO GORDUROSO: Diagnóstico e Tratamentos

QUAIS SINAIS QUE TEM FÍGADO GORDUROSO?

Dor na parte superior direita do abdômen, embora na realidade nem todas as pessoas com fígado gordo têm este sintoma.

Outros sinais são a fadiga crônica, sensação de peso depois das refeições e mal-estar geral.

# Logo Abaixo você Tira Suas Dúvidas tais como:

– Fígado gorduroso pode virar câncer?

– Quem tem fígado gorduroso pode tomar ômega 3?

– Fígado gorduroso causa diarreia?

– Quem tem gordura no fígado pode tomar óleo de cartamo?

→ PARE O QUE VOCÊ ESTÁ FAZENDO AGORA!

Qual Caminho você Precisa Tomar?

→ Abaixo Você Encontra as Informações Simples e Fáceis de Colocar em Prática O Momento é Esse Escolha uma

 

 

Esteatose hepática significa simplesmente o acúmulo de gordura no fígado.

Normal, fígado saudável não tem nenhuma gordura. Não está claro de onde vem à gordura.

Isso pode ser adquirido de outras partes do corpo ou o fígado pode estar absorvendo uma maior quantidade de gordura no intestino, mas esteatose hepática tem tratamento.

Também seria possível explicar o acúmulo de gordura, se o fígado perde sua capacidade de transformar gordura em um formulário que pode ser eliminado.

 

→ PRINCIPAIS DICAS FINAL DO ARTIGO

Nova Dieta Alimentar para Esteatose Hepática

 

>> Recomendamos para Você:

 

Quer ver depoimentos e dicas sobre Estômago

Deixe seu comentário no vídeo abaixo!

Trabalhamos com amor e dentro do possível seu comentário será respondido!

Este conteúdo não substitui uma consulta medica!

#dietablogbr

 

(VÍDEO) 10 Alimentos Bons para o Estômago Ajudam a controlar Gastrite

 

TIPOS

Esteatose hepática do figado pode ser dividido em 2 tipos – álcool relacionado e não-álcool relacionado.

Doença hepática alcoólica: É causado devido a beber álcool.

Álcool, em geral, é ruim para o fígado desvia o fígado de sua importante função de metabolizar carboidratos e fornecendo glicose por todo o corpo.

Destrói as células do fígado resultando em depósitos de gordura, causando a doença hepática alcoólica.

A gordura no fígado progressivamente pode causar inflamação e cicatrização do fígado, resultando em cirrose.

Doença hepática gordurosa não alcoólica: Existem 3 estágios de álcool não relacionados a esteatose hepática:

Fígado gorduroso não alcoólico (Pregarias): Não é tão grave como outras formas desde que isso não leva à inflamação.

Hepatite de steato não alcoólica (NASH): Neste tipo, podem ocorrer danos permanentes no fígado.

O fígado pode ampliar e no decorrer das doenças, células do fígado podem ser substituídas por tecido cicatricial, causando a cirrose.

Uma pessoa também pode desenvolver câncer de fígado e condições fatais relacionadas ao fígado como insuficiência hepática.

Cirrose: Cicatrização do tecido do fígado leva a cirrose.

 

FAZ COM QUE

Doença hepática alcoólica: É causada por consumo significativo de álcool.

Geralmente, consumo de mais de 21 unidades de álcool por semana nos homens e 14 unidades de álcool por semana em mulheres, ao longo de um período de dois anos é encontrado para causar a esteatose.

Esteatose hepática não álcool: é visto em pacientes que sofrem com as seguintes condições na ausência do consumo de álcool significativo:

  • Obesidade
  • Diabetes tipo 2
  • Resistência à insulina
  • Hiperlipidemia
  • Hipotireoidismo
  • Síndrome metabólica, que exige a presença de 3 ou mais dos seguintes recursos
  • Circunferência da cintura maior que 102cm nos homens e 88 cm em mulheres
  • Nível de triglicérides 150mg/dl ou maior
  • Colesterol nível inferior a 40mg/dl em homens e menos de 50mg/dl em mulheres
  • Pressão arterial sistólica 130 mm Hg ou pressão diastólica ou maior 85 mm Hg ou superior e
  • Jejum de sangue glicose nível 110mg/dl ou maior

 

FATORES DE RISCO

Enquanto não se sabe a causa específica da doença hepática gordurosa não alcoólica, existem alguns fatores que aumentam a probabilidade desta condição.

Isso tende a ocorrer em famílias e muitas vezes são visto em pessoas de meia idade que estão com sobrepeso ou obesidade.

Pessoas com diabetes, resistência à insulina, níveis elevados de colesterol e triglicerídeos são mais propensos a sofrer de esteatose hepática.

Doenças tais como herdado de doença hepática, algumas doenças autoimunes e hepatite viral são outros fatores de risco para esteatose hepática grau 2.

 

SINTOMAS

Esteatose hepática é uma doença silenciosa, que significa que há geralmente nenhum sintoma.

Em tais casos, a doença é identificada de rotina com um check-up indicando a esteatose hepática com ultrassom, a tomografia computadorizada ou a ressonância magnética do abdômen.

Pacientes devem visitar o médico para mais investigações, mesmo se eles não têm quaisquer sintomas.

No caso de você experimentar os seguintes sintomas, visite o médico.

  • Fadiga
  • Sensação geral de estar doente
  • Direita, frente e verso desconforto abdominal superior.
  • Como a doença progride para as fases avançadas pode causar cirrose, onde os seguintes sintomas podem ser experimentados:
  • Icterícia (amarelamento da pele)
  • Inchaço dos pés e abdômen
  • Vomitar sangue
  • Sangramento das gengivas
  • Infecções recorrentes
  • Confusão

 

DIAGNÓSTICO

Teste de sangue: Algumas enzimas hepáticas atuam como marcadores que podem ser detectados usando testes de função hepática.

Algumas enzimas hepáticas tais como SGOT (transaminase aparato – AST) e SGPT (alanina transaminase-ALT) pode ser elevado.

Exames de sangue excluir outras causas de esteatose hepática incluindo glicemia, perfil lipídica e tireoide.

Eles também verificam por hepatites virais B e C que existem em alguns pacientes com esteatose hepática sem produzir qualquer sintoma.

Ultrassom do abdome: Ultrasom usa ondas sonoras para detectar anormalidades estruturais do fígado.

Um fígado gordo aparecerá ‘ecogênico‘ mais denso do que o habitual, quando visualizados através de ultrassom.

Fibroscan: É um teste não invasivo semelhante ao ultrassom que dá informações valiosas sobre o fígado e ajuda a quantificar a quantidade de gordura e grau de cicatrização (fibrose) no fígado.

Leva alguns minutos para executar, é indolor e o resultado está disponível imediatamente.

Biópsia de fígado: É realizada retirando uma amostra de tecido do fígado com a ajuda de uma agulha de biópsia.

O teste é invasivo e pode causar dor, sangramento e geralmente requer o paciente pode permanecer no hospital por 6-8 horas para observação.

Já está no seleto grupo de pacientes onde a doença hepática parece ter avançado com inflamação e cicatrizes.

No entanto, na maioria dos casos este procedimento pode ser evitado.

 

TRATAMENTO

Opções de tratamento incluem medicamentos juntamente com o estilo de vida e mudanças na dieta.

Medicação: Principalmente para doença hepática gordurosa não alcoólica do tratamento é dado para controlar fatores de risco que causam a esteatose hepática.

Medicamentos para controle de diabetes, colesterol, hipertensão e hipotireoidismo é necessária.

Em alguns casos, medicação, antioxidantes como a vitamina E pode ser prescrita.

Medidas de estilo de vida:

Exercício: Pessoas obesas devem perder de 3 a 5% do peso do corpo para melhorar a sua condição de fígado. Em avançados estágios, maior perda de peso de até 10% pode ser necessária.

Portanto, o exercício regular pelo menos 30-60 minutos/dia (3 – 5 dias da semana) é recomendado.

Dieta: Evite altos carboidratos e gorduras na dieta. Aumentar a ingestão de proteínas, fibras, sob a forma de frutas e legumes.

Evitar álcool: Em pacientes que não têm fígado gorduroso, os limites seguros de consumo de álcool são as seguintes:

Homens: Não deve beber mais do que 21 unidades de álcool / semana. Não deve beber mais de 4 unidades em um dia.

Mulheres: Não deve exceder 14 unidades de álcool por semana. Não deve beber mais do que 3 unidades no mesmo dia.

 

REMÉDIOS CASEIROS

Infelizmente, a medicina moderna não tem nenhum método específico de tratamento da esteatose hepática.

O foco é sobre como lidar com condições subjacente tais como obesidade, diabetes ou níveis elevados de colesterol que causaram o problema.

Aqui estão alguns remédios naturais que você pode adotar para lidar com a doença hepática gordurosa.

Uma dieta saudável e exercício físico regular podem ajudá-lo a alcançar seu peso ideal e este é um dos passos principais para lidar com um fígado gorduroso.

Inclua lotes de produtos hortícolas, frutas e cereais integrais em sua dieta.

Coma refeições menores em intervalos curtos, evitando alimentos ricos em carboidratos e gorduras.

Carnes gordas, alimentos fritos e picantes tendem a produzir calor e superestimação e devem ser evitado por pessoas com esteatose hepática remédio caseiro.

Em vez disso, consuma substâncias de refrigeração e frutas não ácidas tais como romãs, melão, peras e bagas.

 

REMÉDIOS ALTERNATIVOS

Certos Remédios são considerados úteis em tratar do fígado gorduroso.

 

Triphala

Um dos remédios mais eficazes de balanceamento de fígado é Triphala. Isto, como o nome indica, é composto de 3 ingredientes vitais – Amalaki, Bibhitaki e Haritaki.

Esta mistura ajuda a desintoxicar o fígado e estimula o fluxo da bile e também tem propriedades nutricionais.

 

Kutki

Conhecido como Kardi ou Karwi em Hindi, Kutki é uma raiz amarga da planta Picrorhizakurroa que cresce nas regiões do Himalaia.

Esta erva tem uma ação forte em manter as funções do fígado, promovendo a secreção e o fluxo da bile e também garante que as enzimas na função hepática fiquem otimamente.

 

Gengibre

Embora o gengibre seja mais conhecido por suas propriedades digestivas, também tem fortes ações anti-inflamatórias e antioxidantes.

Nos últimos tempos, estudos de laboratório em ratos mostraram que o gengibre tem valor promissor em lidar com a doença hepática gordurosa não alcoólica e este é acreditado para ser devido à ação antioxidante do gengibre.

 

Kalmegh

Kalmegh, obtido a partir da planta Andrographispaniculata, é considerado um remédio eficaz para problemas de fígado.

Ele é dito ter a propriedade de remover as toxinas acumuladas no fígado e assim, ajuda na melhoria da função hepática.

Além disso, ele atua na vesícula e estimula o seu funcionamento, prevenindo defeitos relacionados com o armazenamento da bile secretada do fígado.

 

PREVENÇÃO

Aqui estão algumas dicas de especialistas para prevenir a doença:

ATUALIZADO: 05.03.18

 

 

 

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ »

→ Remédio Caseiro Para Bronquite
→ O Que é Bom pra Dor de Barriga
→ Beneficios da Agua com Limão
→ Dieta Para Emagrecer Rapido
→ Dieta da Sopa
→ Remédios Caseiros para a Coceira
→ Dieta Cetogenica
→ Dieta Dukan
→ Remedio para Emagrecer
→ Ganhar Massa Muscular