Cardápio de Reeducação Alimentar para Desinchar 7kg em 21 Dias

..

O que Causa a Obesidade?

O equilíbrio entre a ingestão calórica e o gasto energético determina o peso de uma pessoa.

Se uma pessoa come mais calorias do que queima (metaboliza), ganha peso (o corpo irá armazenar o excesso de energia na forma de gordura).

Se uma pessoa come menos calorias do que metaboliza, vai perder peso. Portanto, as causas mais comuns de obesidade são comer demais e inatividade física.

Em última análise, o peso corporal é o resultado da genética, metabolismo, ambiente, o comportamento, e cultura.

Genética: uma pessoa tem maior probabilidade de desenvolver a obesidade se um ou ambos os pais forem obesos.

A genética também afeta os hormônios envolvidos na regulação da gordura.

Por exemplo, uma causa genética da obesidade é a deficiência de leptina.

Leptina é um hormônio produzido em células de gordura e também na placenta. A leptina controla o peso ao sinalizar o cérebro para comer menos quando as reservas de gordura corporal são muito altas.

Se, por alguma razão, o corpo não pode produzir leptina suficiente ou leptina não pode sinalizar o cérebro para comer menos, este controle é perdido, e a obesidade no Brasil ocorre.

O papel da substituição da leptina como tratamento para a obesidade está sendo explorado.

Excessos: os excessos levam ao ganho de peso, especialmente se a dieta é rica em gordura.

 

DICAS DE SAÚDE E BEM ESTAR E PARA EMAGRECER:

Remédios Caseiros Dor Ciática
QUETIAPINA: Para que Serve, Indicações e Efeitos Colaterais
Nova Dieta para Engordar: Cardápio Completo
Nova Dieta do Carboidrato Cardápio Completo

 

(VÍDEO) Reeducação Alimentar Para Emagrecer Rápido

 

(VÍDEO) DICAS PARA EMAGRECER QUE FUNCIONAM (GARANTIDO)

 

Alimentos ricos em gordura ou açúcar (por exemplo, fast food, frituras e doces) têm alta densidade de energia (alimentos que têm um monte de calorias em uma pequena quantidade de alimentos).

Estudos epidemiológicos têm demonstrado que dietas ricas em gordura contribuem para o ganho de peso.

Uma dieta rica em hidratos de carbono simples: o papel dos carboidratos no ganho de peso não está claro.

Os carboidratos aumentam os níveis de glicose no sangue, que por sua vez estimulam a liberação de insulina pelo pâncreas, e a insulina promove o crescimento do tecido adiposo e pode causar ganho de peso.

Alguns cientistas acreditam que os carboidratos simples (açúcares, frutose, sobremesas, refrigerantes, cerveja, vinho, etc.) contribuem para o ganho de peso, porque eles são mais rapidamente absorvidos para a corrente sanguínea do que os hidratos de carbono complexos (massas, arroz integral, grãos, vegetais crus, frutas, etc) e, assim, causam uma libertação de insulina mais pronunciada após as refeições do que carboidratos complexos.

Esta maior liberação de insulina, acreditam alguns cientistas, contribui para o ganho de peso.

Frequência de comer: a relação entre a frequência de comer (quantas vezes você come) e peso é um pouco controverso.

Há muitos relatos de pessoas com sobrepeso comendo menos frequentemente do que pessoas com peso normal.

Os cientistas observaram que pessoas que comem pequenas refeições quatro ou cinco vezes por dia, têm baixos níveis de colesterol e menores e/ou níveis mais estáveis de açúcar no sangue do que as pessoas que comem menos frequentemente (duas ou três grandes refeições por dia).

Uma possível explicação é que pequenas refeições frequentes produzem níveis de insulina estáveis, enquanto grandes refeições causam grandes picos de insulina após as refeições.

A inatividade física: pessoas sedentárias queimam menos calorias do que as pessoas que estão ativas. A Saúde e National Nutrition Examination Survey (NHANES) mostraram que a inatividade física foi fortemente correlacionada com o ganho de peso em ambos os sexos.

Medicamentos: medicamentos associados ao ganho de peso incluem certos antidepressivos (medicamentos utilizados no tratamento da depressão), anticonvulsivantes (medicamentos usados no controle de convulsões, como carbamazepina [Tegretol, Tegretol XR, EQUETRO, Carbatrol] e valproato [ Depacon , Depakene ]).

Também alguns medicamentos para diabetes (medicamentos utilizado na redução de açúcar no sangue, tais como insulina, sulfonilureias, tiazolidinedionas), e certos hormônios tais como contraceptivos orais, e a maioria dos corticosteroides, tais como prednisona.

O ganho de peso também pode ser visto com medicamentos de pressão arterial elevada e anti-histamínicos. A razão para o ganho de peso com os medicamentos difere para cada medicação.

Se esta é uma preocupação sua, você deve discutir seus medicamentos com o seu médico, em vez de interromper a medicação, pois isso poderia ter efeitos graves.

Os fatores psicológicos: para algumas pessoas, as emoções influenciam os hábitos alimentares. Muitas pessoas comem excessivamente em resposta a emoções como o tédio, tristeza, estresse ou raiva.

Enquanto a maioria das pessoas com sobrepeso não têm mais perturbações psicológicas do que pessoas de peso normal, cerca de 30% das pessoas que procuram tratamento para problemas de peso graves têm dificuldades com compulsão alimentar.

Doenças tais como hipotireoidismo, resistência à insulina, síndrome de ovário policístico, e síndrome de Cushing são também contribuintes para a obesidade consequências.

Questões sociais: a ligação entre as questões sociais e obesidade foi estabelecida. Falta de dinheiro para comprar alimentos saudáveis ou falta de lugares seguros para caminhar ou exercitar pode aumentar o risco de obesidade.

 

Quais São os Outros Fatores Associados à Obesidade?

Etnia: os fatores étnicos podem influenciar a idade de início e a rapidez do ganho de peso.

Mulheres afro-americanas e mulheres hispânicas tendem a experimentar ganho de peso mais cedo na vida do que caucasianos e asiáticos, e as taxas de tipos de obesidade ajustadas por idade são mais elevadas nesses grupos.

Homens negros não hispânicos e homens hispânicos têm uma maior taxa de obesidade, em seguida, os homens brancos não hispânicos, mas a diferença na prevalência é significativamente menor do que nas mulheres.

O peso na infância: o peso de uma pessoa durante a infância e adolescência e o início da idade adulta também podem influenciar o desenvolvimento da obesidade adulta. Por exemplo:

Estar ligeiramente acima do peso no início dos 20 anos está ligado a uma incidência substancial de obesidade aos 35 anos de idade;

Estar acima do peso durante a infância mais velha é altamente preditivo da obesidade adulta, especialmente se um pai também é obeso;

Ter excesso de peso durante a adolescência é ainda um grande fator de obesidade sintomas adulta.

Hormônios: as mulheres tendem a ganhar peso, especialmente durante certos eventos, tais como a gravidez, menopausa, e em alguns casos, com o uso de contraceptivos orais.

No entanto, com a disponibilidade de pílulas de estrogênio de menor dose, o ganho de peso não tem sido de tão grande risco.

 

CARDÁPIO ATÉ 1000 CALORIAS

 

CAFÉ DA MANHÃ

OPÇÃO1: ½ xícara de chá de salada de frutas com 01 col sopa granola, 150ml de leite desnatado
OPÇÃO2: 02 fatias de pão de forma integral, 01 fatia fina de requeijão, 1/2 copo de coalhada
OPÇÃO3: 01 unid pão francês, 01 col sobremesa geleia de frutas, 100mL de leite desnatado
OPÇÃO4: 03 unid de pão de queijo mini, 01 copo de requeijão de iogurte desnatado de frutas

 

LANCHE DA MANHÃ

OPÇÃO1: 01/2 unid de mamão papaia
OPÇÃO2: 05 unid morango
OPÇÃO3: 01 fatia de melão
OPÇÃO4: 01 unid de barra de cereais

 

ALMOÇO

OPÇÃO1: Salada verde à vontade, 2 col sopa de beterraba ralada, 4 col sopa de massa integral com molho de tomate caseiro,1 filé de peixe grelhado
OPÇÃO2: 01 prato sobremesa de salada de folhas verdes com palmito, 02 col de sopa de arroz, 01 col sopa de feijão, 01 filé de carne bovina grelhada, 02col sopa de cenoura cozida
OPÇÃO3: 02 col sopa arroz integral, 01 concha média de feijão, 01 unid filé de frango grelhado, 01 prato de sobremesa de salada de alface, cenoura, tomate cereja
OPÇÃO4: 02 col sopa arroz, 01 concha pequena de feijão, 01 coxa de frango assado, 01 pegador de salada de alface e beterraba

 

CAFÉ DA TARDE

OPÇÃO1: 1 fatia de pão integral c/patê de atum e maionese, 1 copo de suco de laranja natural
OPÇÃO2: 1 xícara de cappuccino light, 3 cookies integrais
OPÇÃO3: 03 unid de bolacha água e sal, 01 copo de suco de limão com adoçante
OPÇÃO4: 1 copo de suco 100mL de mamão e laranja

 

JANTAR

OPÇÃO1:01 pedaço pequeno de quibe assado, 02 col sopa de couve-flor refogada
OPÇÃO2: ½ unid bife grelhado,salada de tomate,alface e cenoura raladinha e cebola,4 colheres de sopa de purê de batata
OPÇÃO3: 1 prato de sobremesa de salada de alface, rúcula, agrião e palmito, 1 colher de sopa arroz integral, 1 posta de atum assado
OPÇÃO4: 1 berinjela recheada com carne moída e duas azeitonas, 1col sopa de arroz integral

 

CEIA

OPÇÃO1: 01 unid banana prata
OPÇÃO2: 03 unid damascos
OPÇÃO3: 100ml de suco de acerola com adoçante
OPÇÃO4: 01 unid de iogurte desnatado

 

Deixe um comentário logo abaixo sobre o que você mais gostou nesse artigo, ou sobre alguma dica extra que você deseja compartilhar conosco ou até mesmo alguma crítica sobre esse texto.

ATUALIZADO: 21.02.17

 

rp_medico-emagrecer-mulher-projeto-novo-1-197x300_mini-197x300-197x300-1-197x300.jpg

 

VEJA CARDÁPIOS E DICAS PARA EMAGRECER:

Dieta da Sopa: Cardapio de Uma Semana
Como Emagrecer Rápido Perca 8kg em uma Semana sem Passar Fome
Vinagre de Maçã: 27 Principais Benefícios para Saúde
Cardápio Dieta Cetogênica: Feito por Nutricionista
Como Perder 5 kg em uma Semana
Nova Dieta do OVO: Emagreça Rápido 5 kg
Dieta para Perder Peso Rapidamente
Dieta Detox Cardápio Completo Perca 9kg
Como Baixar Pressão Alta na Hora Simples e Facil

Você mais Magra DEFINITIVAMENTE!

Você mais Magra DEFINITIVAMENTE!

Recomendados para você: